Governo do Distrito Federal
30/08/23 Ă s 14h28 - Atualizado em 30/08/23 Ă s 14h31

đŸ–đŸŒđŸ‘©đŸœâ€đŸŠ±đŸ‘©đŸŒPalestra discute enfrentamento da violĂȘncia contra a mulher no DF

Adriana Machado, da Ascom – SSP/DF

 

PolĂ­ticas para o enfrentamento da violĂȘncia de gĂȘnero foi tema da palestra realizada nesta quarta-feira (30) para alunos da pĂłs-graduação em Altos Estudos em Segurança PĂșblica. AlĂ©m de levantamentos realizados pela CĂąmara TĂ©cnica de Monitoramento de HomicĂ­dios e FeminicĂ­dios (CTMHF), da Secretaria de Segurança PĂșblica do DF (SSP), foram apresentados aos discentes as polĂ­ticas de enfrentamento adotadas pela pasta e demais forças de segurança.

 

Palestra sobre combate Ă  violĂȘncia contra a mulher foi dada em curso composto por servidores da Secretaria de Segurança PĂșblica, das polĂ­cias Civil e Militar, do Corpo de Bombeiros e do Detran-DF | Foto: Rivo SimĂ”es/PCDF

 

“É muito importante que esta temĂĄtica seja apresentada constantemente aos nossos profissionais e em diferentes plataformas, para que possamos debater em diferentes esferas e receber a contribuição de profissionais que lidam diretamente com o pĂșblico e com a investigação desses crimes”, ressalta o secretĂĄrio-executivo de Segurança PĂșblica, Alexandre Patury.

 

O objetivo do curso Ă© que esses profissionais possam atuar em projetos inovadores, capazes de formular e desenvolver novas metodologias e produtos para a segurança pĂșblica do Distrito Federal

O curso Ă© composto por 40 servidores das polĂ­cias Civil (PCDF) e Militar (PMDF), Corpo de Bombeiros (CBMDF), Detran-DF e da prĂłpria pasta. “A integração Ă© a marca deste curso, em que os participantes podem construir e contribuir com estudos voltados Ă  segurança pĂșblica do DF”, completa Patury.

 

Os dados apresentados sĂŁo disponibilizados pela CTMHF por meio do Painel Interativo de FeminicĂ­dios, desde 2021. De forma dinĂąmica e interativa, Ă© possĂ­vel ter acesso a anĂĄlises e estudos, disponibilizados por meio de tecnologia de Business Intelligence (BI).

 

Acompanhamento do processo

“SĂŁo informaçÔes detalhadas de todos os feminicĂ­dios ocorridos no Distrito Federal, nĂŁo apenas por meio do registro de ocorrĂȘncia, mas por meio de uma massa de dados robusta, obtidos com o acompanhamento de todo o processo judicial dos crimes ocorridos desde a publicação da lei nÂș 13.104, em março de 2015”, ressaltou o palestrante e coordenador da CTMHF, Marcelo Zago. “O grande nĂșmero de acessos endossa a importĂąncia da disponibilização desses dados Ă  população, gestores pĂșblicos, sistema de justiça, acadĂȘmicos e imprensa, que sĂŁo sistematicamente atualizados.”

 

A capacitação em gestĂŁo Ă© oferecida pela SSP-DF em parceria com o Instituto Brasileiro de Mercado de Capitais (Ibmec). ApĂłs processo seletivo, que levou em conta tempo de serviço e experiĂȘncia profissional, servidores que trabalham em setores estratĂ©gicos, especialmente da alta gestĂŁo, deram inĂ­cio Ă  pĂłs-graduação. O objetivo Ă© que esses profissionais possam atuar em projetos inovadores, capazes de formular e desenvolver novas metodologias e produtos para a segurança pĂșblica do Distrito Federal.

 

Para o discente da PMDF coronel Antunes, a palestra contribuiu para a formação dos alunos. “O processo de construção do conhecimento deve transpor as barreiras da sala. As exposiçÔes do conhecimento por intermĂ©dio de seminĂĄrios temĂĄticos trazem a vivĂȘncia e experiĂȘncia do palestrante  – o que, somado ao aprendizado do ambiente acadĂȘmico, proporciona maior sensação de aplicabilidade das matĂ©rias apresentadas durante o curso”, ressalta.

 

“A palestra instigou reflexĂ”es acadĂȘmicas no contexto da segurança pĂșblica com base em dados reais disponĂ­veis a qualquer cidadĂŁo em painel no site da SSP. EstĂĄ evidente o interesse da população sobre esses dados, bem como sobre as polĂ­ticas e açÔes de enfrentamento ao feminicĂ­dio”, afirma o servidor da PCDF Rivo SimĂ”es.

 

A transparĂȘncia dos dados foi ressaltada pela aluna e major da PMDF, Aline Leandro: “A informação alicerçada em dados robustos da CĂąmara TĂ©cnica de FeminicĂ­dios e HomicĂ­dios traz excelente bagagem para transformar realidades sociais na segurança pĂșblica”.

 

Os estudantes participarĂŁo de outras palestras atĂ© o final do dia sobre polĂ­ticas pĂșblicas, comunicação organizacional, ciĂȘncias e comportamento na atividade policial, inovaçÔes e pesquisas, liderança, planejamento estratĂ©gico e gerenciamento de desastres.

 

Edição: AgĂȘncia BrasĂ­lia

Governo do Distrito Federal