Governo do Distrito Federal
1/09/23 às 18h11 - Atualizado em 1/09/23 às 18h14

👮🏼‍♀️👮🏼Mais 40 PMs preparados para atuar na proteção das mulheres

Adriana Machado, da Ascom РSSP/DF, com informa̵̤es da PMDF

 

A partir da próxima semana, mais 40 policiais militares poderão atuar no Policiamento de Prevenção Orientado à Violência Doméstica e Familiar (Provid), da Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF), em diferentes batalhões da corporação. Após cerca de um mês de capacitação presencial, a formatura ocorreu nesta quinta-feira (31), no auditório do Colégio Militar Tiradentes (CMT). Policiais de Santa Catarina, Tocantins, Mato Grosso e Rio Grande do Norte também participaram do curso.

 

A formatura ocorreu no último dia de agosto, mês de enfrentamento à violência contra a mulher, que contou com diversas ações da Segurança Pública e do Governo do Distrito Federal | Foto: Divulgação/SSP-DF

 

“Temos muito orgulho desse programa. É um acompanhamento crucial que é feito por policiais militares capacitados, por meio de ações de prevenção, encaminhamento correto dos casos e interrupção do ciclo da violência, com a conscientização dos envolvidos a respeito do tema”, ressaltou o secretário-executivo de Segurança Pública, Alexandre Patury. “Precisamos enfrentar o feminicídio. Não deixaremos de buscar respostas para isso e tenho certeza que a PMDF continuará fazendo seu brilhante trabalho nesta incansável luta”, completou Patury.

 

Para a subcomandante da corporação, coronel Ana Paula Barros Habka, a capacitação da tropa é importante para enfrentar os crimes de gênero. “O feminicídio é um crime que muito nos preocupa e entristece, mas é essencial que possamos contar com uma polícia preparada, capacitada para enfrentar esse crime.”

 

A formatura ocorreu no último dia de agosto, mês de enfrentamento à violência contra a mulher – o Agosto Lilás, que contou com diversas ações da Segurança Pública e do Governo do Distrito Federal. “O curso vem em um momento extremamente relevante. Atuamos em três eixos para prevenir que o crime aconteça, evitar que ocorra novamente e contamos com o apoio de outros órgãos para ter um efetivo maior nesta missão”, afirmou a chefe do Provid, capitã Monica Pontes. Esses eixos que orientam a prevenção à violência doméstica são: ações educativas, acompanhamento das famílias e trabalho integrado com a rede de proteção envolvendo diversos órgãos governamentais.

 

Até julho deste ano, as equipes realizaram 14.717 visitas, sendo 2.240 famílias assistidas. Em 2022, o número de visitas foi de 24.312. As demandas de atendimento chegam à PMDF, via Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios (TJDFT) e por meio de chamados recebidos pela corporação pelo 190. O programa foi criado em 2007, pensado a partir da filosofia de polícia comunitária e, em 2012, ganhou o nome Provid.

 

Edição: Agência Brasília

Governo do Distrito Federal