Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
31/12/15 às 11h37 - Atualizado em 18/12/19 às 17h03

Festa de Ano Novo contará com esquema de segurança especial

COMPARTILHAR

A programação de Ano Novo do Distrito Federal contará com esquema de segurança especial nos três principais pontos de concentração de público: a Esplanada dos Ministérios, a Prainha e o Pontão do Lago Sul. Bombeiros, policiais militares, policiais civis e agentes do Detran atuarão em conjunto.

 

A previsão é de que a festa na área da Esplanada dos Ministérios e do Museu da República, onde ocorrerá o show da cantora Baby do Brasil e a queima de fogos, atrairá cerca de 30 mil pessoas. No local, atuarão 22 militares do Corpo de Bombeiros, que terão o apoio de seis viaturas. A região também será monitorada por representantes de cada uma das forças de segurança a partir do Centro Integrado de Comando e Controle Regional (CICCR), localizado na SSP.

 

Na área central, A PM fará duas linhas de abordagens na altura das vias S1 e N1, próximas à Rodoviária — o objetivo destes pontos de controle é apreender armas ou objetos que possam comprometer a segurança do público. A Polícia Militar reforça que não será permitido o acesso com objetos cortantes, como facas, estiletes ou garrafas de vidro.

 

A Polícia Civil vai intensificar os plantões na 1ª DP, na 5ª DP, na Delegacia da Criança e do Adolescente e na Delegacia Especial de Atendimento à Mulher. Na área da Esplanada, não haverá delegacia móvel, portanto, em caso de registro de ocorrências, as pessoas deverão se dirigir a essas delegacias.

 

Fechamento de vias

Entre as orientações da PM para quem participar do evento na Esplanada dos Ministérios, estão a utilização do transporte público ou táxis para o deslocamento. Algumas vias de acesso estarão interditadas entre as 17h e as 2h do dia seguinte: o acesso do Eixão Sul à via S1 — sentido Esplanada; e o trecho entre a alça leste da Rodoviária e a avenida L2 Sul, próximo à Catedral. No outro sentido, ficará fechado o trecho entre o acesso da L2 Norte à N1 até a altura da Rodoviária. Por essas vias, só será permitida a entrada de veículos do evento, como da Secretaria de Cultura, e das forças de segurança.

 

Estará livre para o trânsito de veículos o trecho do início da via N1, próximo ao Palácio do Planalto, até o acesso à L2 Norte. Também será permitido o retorno pela via S1.

 

O estacionamento entre o antigo Touring e a Biblioteca Nacional ficará restrito à organização do evento. A indicação é que as pessoas que optarem por ir de carro usem os estacionamentos dos Setores Bancários Sul e Norte, Setores de Autarquias Sul e Norte, Setores de Diversão Sul e Norte, e anexo dos Ministérios.

 

Para o fechamento destas vias e a fiscalização, 12 policias do Batalhão de Trânsito da Polícia Militar atuarão no local e contarão com o apoio de seis viaturas, que estarão espalhadas entre a Rodoviária e a Esplanada dos Ministérios.

 

Prainha e Pontão

A estimativa é que 35 mil pessoas passem pela Prainha durante todo o dia e que 8 mil pessoas participem do evento no Pontão. O Detran intensificará a atuação na Praça dos Orixás (Prainha), às margens do Lago Paranoá, no Setor de Clubes Sul, e no Pontão do Lago Sul.

 

Quem passar pela ponte Honestino Guimarães deve ficar atento. A partir das 23h30, a ponte será fechada até o término da queima de fogos, que terá duração de cinco minutos. Para os dois eventos, o Detran contará com o apoio de 20 viaturas operacionais para controle e sinalização de tráfego, uma aeronave, duas viaturas guincho, uma empilhadeira e 50 agentes de trânsito.

 

Segundo a Policia Militar, a Praça dos Orixás terá segurança de empresa privada e brigadistas, além do apoio de equipes da Rotam. Além do Detran, o 1ª Batalhão de Trânsito da PM fará o policiamento de trânsito nas proximidades do Pontão do Lago Sul e da Praça dos Orixás. A área da Prainha e do Pontão será monitorada por 18 militares do Corpo de Bombeiros, que estarão em cinco viaturas, sendo que duas são embarcações aquáticas.

Leia também...