Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal

Telefones de emergências

 

 

Ajudando o cidadão na hora de uma emergência ou urgência

O Centro de Operações de Brasília (CIOB) reúne órgãos do Governo do Distrito Federal que prestam serviços à população nas áreas de segurança pública, fiscalização, mobilidade e saúde.

Dentro do centro, acontecem as operações de urgência e emergência dos telefones 193, 190, 199 (Defesa Civil), 192 (SAMU), 112 e 911. Estes dois últimos podem ser acionados por estrangeiros da Europa e dos Estados Unidos, respectivamente, que estiverem no Distrito Federal e ligarem de seus celulares.

 

Como é o atendimento?

O cidadão que ligar para um desses números precisa informar o nome, a urgência ou emergência do fato e o local onde ele está acontecendo – indicando pontos de referência, se possível, para facilitar a localização.

 

O prazo para a execução do atendimento é imediato, mas cada chamada passa por triagem e tem uma prioridade. Se tratando de uma situação que necessite de socorro ou algum tipo de intervenção imediatos, viaturas da área do fato são acionadas para o atendimento.

 

Como é o fluxo do atendimento?

 

 

Compartilhamento de informações

Além de receber as ocorrências e acionar o socorro apropriado para o local do fato relatado pelo cidadão, ao Centro adota um sistema moderno de compilação de dados que melhora a organização e a destinação de policiais, bombeiros, agentes de trânsito e demais profissionais para vários pontos das regiões administrativas.

 

O Sistema Integrado de Gerenciamento de Ocorrências (SIGEO) é uma espécie de mapa que, em tempo real, permite às autoridades de segurança pública e demais órgãos da estrutura verificarem onde e qual tipo de crime está acontecendo com mais frequência naquele momento, segundo os cidadãos que ligam os números de emergência. A ferramenta também é capaz de mostrar quais os locais que mais têm chamados sobre pedidos de algum tipo de socorro ou para acidentes de trânsito, além de desordens públicas.

 

Telefones não devem ser usados para pedir informações

Muitas vezes, o atendente dos telefones de urgência se depara com alguém pedindo informações sobre serviços do governo. Cada segundo que o profissional fica na linha com esse tipo de situação, uma vida pode ser colocada em risco.

 

Se precisar de algum esclarecimento sobre serviços e programas do governo, ligue para o telefone 156 ou para a Ouvidoria, pelo 162.

 

Reclamações

Caso o solicitante do serviço de emergência ou urgência queira fazer alguma reclamação sobre o atendimento, deve registrá-la na Ouvidoria – telefone 162 ou por meio do site http://www.ouv.df.gov.br. Para que o apure o fato, é preciso que o cidadão informe o dia, a hora e o número do telefone que foi feita a ligação.