Governo do Distrito Federal
7/07/23 às 18h40 - Atualizado em 7/07/23 às 18h42

👩🏼‍🚒🐒Mangueiras inutilizadas pelos bombeiros ganham nova função no Zoológico

Agência Brasília

 

As mangueiras que atuaram no combate a incêndios e que não têm mais utilidade para os trabalhos do Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal (CBMDF) ganham uma nova função no Zoológico de Brasília: a de ambientação de recinto. As que se encontram inservíveis para salvar vidas hoje são ferramentas importantes para gerar diferentes estímulos nos animais silvestres acolhidos pela instituição.

Babuínos em um dos espaços onde as mangueiras doadas se transformam em estímulo a atividades e brincadeiras dos animais | Foto: Joel Rodrigues/Agência Brasília

 

 

De janeiro a junho deste ano, o CBMDF já doou aproximadamente 30 mangueiras; no ano passado, foram aproximadamente 400. O material é utilizado pela equipe da Gerência de Bem-estar Animal do Zoo para desenvolver redes, pontes, macas e até balanços.

“Com as mangueiras, a gente consegue desenvolver diversas atividades com os animais, como em pontes e passarelas de um lado para o outro”, conta o cuidador de animais Diego de Souza. “Nesse caso, nós recebemos a mangueira já trançada e só fizemos alguns ajustes.”

 

 

Além de fazer parte da ambientação do recinto — estratégia adotada para que os espaços se assemelhem o máximo possível ao habitat natural de cada espécie —, as mangueiras são utilizadas como instrumentos para enriquecimento ambiental.

 

“Enriquecimento ambiental são itens que colocamos nos recintos onde os animais habitam para que eles desenvolvam mais comportamentos naturais”, explica a gerente de Bem-estar Animal, Marisa Carvalho. “Com as mangueiras, a gente consegue explorar inúmeras atividades de enriquecimento.” Por exemplo, colocar sobre a mangueira uma fruta para o animal se sentir estimulado a se movimentar no recinto.

 

Trabalho manual

A equipe técnica do zoo leva cerca de três horas para trançar três mangueiras de 30 metros. São os próprios cuidadores de animais que aprenderam as técnicas  e repassam aos novatos do setor.

 

“As mangueiras normalmente vêm enroladinhas”, explica Marisa. “A gente abre e faz tranças grandes. Os cuidadores mais antigos vão repassando para os mais novos e, assim, a força de trabalho aumenta. Assim que a doação chega aqui, nós utilizamos imediatamente.”

 

Doação

O Zoológico de Brasília recebe doação de mangueiras que não servem mais para atuar no combate a incêndios. Basta ir à Gerência de Bem-estar Animal, em horário comercial, e assinar um termo de doação.

 

 

Governo do Distrito Federal