Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
6/02/13 às 11h27 - Atualizado em 29/10/18 às 12h39

Veja as principais notícias desta quarta-feira, dia 6

COMPARTILHAR

Leia aqui o resumo das principais notícias

Corpo de Bombeiros começa vistorias em locais que terão festas de carnaval

essaltada pela tragédia na casa noturna de Santa Maria, no Rio Grande do Sul, a questão da segurança contra incêndio ganha agora destaque com a proximidade do carnaval. Para garantir o bem-estar dos foliões, os bombeiros começaram nesta semana um pente-fino nos clubes e nas áreas onde haverá grande concentração de público durante os quatro dias de festa. Segundo a corporação militar, duplas de fiscais realizarão ainda visitas surpresas nos eventos a fim de checar o cumprimento de todas as normas.

os locais abertos, a preocupação é com relação às instalações elétricas e à montagem de estruturas temporárias, como palcos e camarotes. Os ambientes que forem cercados exigem ainda atenção com saídas e sinalização de emergência. Já nos espaços fechados, iluminação, equipamentos antichamas e profissionais qualificados são os principais requisitos exigidos.

*Fonte: Correio Web

Presença da Força Nacional no Entorno é prorrogada por mais 90 dias

O Ministério da Justiça prorrogou por mais 90 dias a atuação da Força Nacional de Segurança Pública (FNSP) no Distrito Federal (DF) com o objetivo de combater o tráfico de drogas, armas e outros crimes. De acordo com portaria publicada hoje (5) no Diário Oficial da União, os homens da Força Nacional vão atuar “especificamente nas regiões limítrofes do Distrito Federal com os estados de Goiás e Minas Gerais, com o propósito de combater ilícitos penais de tráfico de drogas, de armas e crimes contra o patrimônio interestadual”.

*Fonte: Correio Web

Tráfico de drogas diminuiu nas proximidades das escolas do DF

O governo do Distrito Federal diz que o tráfico de drogas nas proximidades das escolas diminuiu no ano passado em relação a 2011 e que por meio de ações intersetoriais que envolvem as secretarias de Educação, de Segurança Pública, de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania e de Saúde, além de outros setores, realiza ações de combate e de prevenção do uso de entorpecentes.

*Fonte: Jornal de Brasília

Polícia prende homem com crack, maconha e arma adulterada no DF

Um homem foi preso em flagrante na tarde desta terça-feira (5), em Vicente Pires, no Distrito Federal, com uma pedra de crack, um tijolo de maconha e um revólver calibre 38 com a númeração raspada.

No momento da prisão, ele estava em companhia de um professor da rede pública de ensino, que não foi detido porque, segundo a polícia, apenas estava em companhia do suspeito.
polícia também encontrou R$ 697 em espécie com o homem que foi preso. Segundo o delegado Chacha, os policiais encontraram mais um tablete de maconha na casa do suspeito. Ele foi apreendido quando era adolescente, também por envolvimento com entorpecentes.

*Fonte: G1

Polícia prende 11,5 mil suspeitos de crimes em 2012, recorde no DF

A polícia do Distrito Federalrealizou 11,5 mil prisões de suspeitos de cometer crimes em 2012. O número é recorde, segundo a Secretaria de Segurança Pública. Em média, foram 31,4 por dia. Em 2011, foram 10,7 mil prisões.
No ano passado, a polícia conseguiu localizar e recuperar 7.336 carros que foram roubados ou furtados. Em 2011, foram 6.538 veículos. Em 2010, este número chegou a 6.631 carros.

A polícia também apreendeu 2,2 toneladas de maconha e 481 kg de cocaína, 99 kg de crack e 364 frascos de lança-perfume no ano passado. Segundo a polícia, a apreensão de drogas em 2012 foi a maior já registrada no DF. Em 2011, foram apreendidos 1,2 toneladas de maconha, 101 kg de cocaína, 74 kg de crack e 21 frascos de lança-perfume.

Operações da PM e da Polícia Civil também apreenderam 2.511 armas de fogo, entre revólveres, pistolas e fuzis, em 2012, uma média de 6,8 apreensões por dia. No ano anterior, foram 2.345 armas apreendidas. O recorde foi registrado em 2010, quando foram apreendidas 2.558 armas.

O número de menores apreendidos pela polícia do DF foi de 7.366 pessoas, envolvidas em crimes como homicídio, latrocínio e roubo com restrição de liberdade, conhecido como sequestro-relâmpago.

*Fonte: G1