Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
29/05/18 às 18h50 - Atualizado em 29/10/18 às 12h55

Transporte de soro fisiológico para hospitais é prioridade do governo

COMPARTILHAR

Amanda Martimon, da Agência Brasília 

 

Após nova reunião do gabinete integrado do Distrito Federal que acompanha os efeitos da paralisação nacional dos caminhoneiros, nesta terça-feira (29), o governador Rodrigo Rollemberg informou que estão entre as prioridades o transporte de soro fisiológico para hospitais.

 

“Nossa preocupação é com o soro, para que possamos manter as cirurgias”, informou o chefe do Executivo local.

 

No início da noite, a Secretaria de Saúde informou que o envio do insumo por via aérea chegou a ser cogitado, mas a empresa responsável pelo fornecimento do produto conseguiu uma transportadora para trazê-lo por meio terrestre, sob escolta do Exército.

 

A opção por essa forma — sem custos extras para a cidade — teve como objetivo evitar o alto custo com o transporte aéreo, já que a rede pública de saúde ainda dispõe de soro. Por dia, são consumidos 2,5 mil frascos.

 

Ainda de acordo com Rollemberg, cerca de cem caminhões-tanque foram escoltados pela Polícia Militar hoje para diversos postos de distribuição, e outros 250 estão sendo trazidos com o apoio de forças de segurança nacionais.

 

Até agora, a Polícia Militar do DF escoltou 744 caminhões para abastecer a população de Brasília com diversos produtos. Somadas as 336 feitas pelo Exército, pela Polícia Rodoviária Federal e pela Força Nacional de Segurança Pública, são mais de mil escoltas no total.

Para evitar abusos nos preços, o Instituto de Defesa do Consumidor do Distrito Federal (Procon-DF) mantém fiscalizações em postos de abastecimentos e pontos de revenda de gás de cozinha. Nesse último, foram 41 unidades vistoriadas, com quatro autuadas.

 

Escoltas vão acompanhar álcool anidro ao DF

 

Para amanhã (30), a previsão é que cerca de 80 caminhões-tanque — 48 de álcool anidro, com aproximadamente 30 mil litros cada um — cheguem ao DF por meio de escoltas. O líquido é necessário para a oferta de gasolina nos postos, uma vez que ele é misturado ao combustível.

 

Essa quantidade produzirá quase 8 milhões de litros de gasolina tipo Cpara garantir o abastecimento do DF por uma semana.

 

Para o transporte público coletivo, há qcombustível suficiente para que a frota circule até sexta-feira (1º). O metrô manterá a ampliação no horário de pico em uma hora de manhã e outra à tarde. Na quinta (31), os trens circularão das 7 até as 21 horas para atender o público das atividades do feriado de Corpus Christi.

 

Forças de segurança recebem demandas

 

Concentrados no Centro Integrado de Comando e Controle Regional, na Secretaria da Segurança Pública e da Paz Social, representantes de órgãos locais e federais trabalham juntos para atenuar os reflexos da paralisação de caminhoneiros para os brasilienses.

 

Em visita às atividades nesta terça (29), o governador Rodrigo Rollemberg destacou o trabalho das equipes.

 

As demandas — como o da Saúde, para transporte de soro fisiológico — são registradas e acompanhadas. Assim, é possível organizar as escoltas de veículos que levam suprimentos importantes para a cidade.

Mais recentemente, os produtores rurais buscaram esse tipo de apoio e também são atendidos. “Já estamos garantindo o mínimo de abastecimento para as granjas no DF”, afirmou Rollemberg.

 

Todas as escolas do Plano funcionaram nesta terça (29)

 

Nesta terça (29), com a retomada das aulas na rede pública, houve regiões com menor frequência de alunos. “A situação foi assimétrica, em algumas a presença foi normal, e outras tiveram mais dificuldade. No Plano Piloto, tivemos todas as escolas funcionando”, pontuou o secretário de Educação, Júlio Gregório Filho.

 

Segundo ele, as regionais mais afetadas foram a de Planaltina, que tem 20 escolas rurais, e a do Gama.

 

EDIÇÃO: MARINA MERCANTE E RAQUEL FLORES

 

 

GALERIA DE FOTOS

 

Gabinete Integrado de Acompanhamento (29/05/2018)