Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
26/06/21 às 17h29 - Atualizado em 28/06/21 às 16h09

🚨❤️🧑🏽‍🦱👧🏻Solidariedade e alegria marcam a ASP

Adriana Machado, da Ascom – SSP/DF

 

As máscaras faciais, necessárias e obrigatórias como medida de segurança sanitária, não impediram os sorrisos na manhã especial deste sábado (26), na Estrutural, durante as atividades do programa Área de Segurança Prioritária (ASP). Foram realizadas diversas atividades culturais e de cidadania voltadas à população local. As ações foram acompanhadas pelo secretário de Segurança Pública, delegado Júlio Danilo, além de gestores da Secretaria de Segurança Pública (SS) e forças de segurança.

 

Serviços como emissão de carteira de identidade também foram ofertados à população | Fotos: Divulgação/SSP

 

Desde o início da manhã, a população marcou presença nas atividades programadas, que tiveram início com a apresentação da Banda de Música da Polícia Militar do Distrito Federal e seguiu com palestras sobre primeiros socorros, atendimentos voltados à saúde da mulher, emissão de carteiras de identidade e demonstração das forças de segurança. Tudo foi feito respeitando os protocolos de segurança sanitária, como uso de máscaras, distanciamento e uso de álcool gel.

 

“Olhar nos olhos dessas pessoas e estar por perto das atividades foi muito gratificante e emocionante” Delegado Júlio Danilo, secretário de Segurança Pública

 

Secretário de Segurança Pública, delegado Júlio Danilo, acompanhou as atividades, juntamente de gestores da SSP/DF e das forças de segurança

“Tivemos dias intensos na Estrutural, com ações necessárias para contribuir com a qualidade de vida dessas pessoas, facilitar o acesso aos nossos serviços e levar uma programação leve e de interação com esse público”, relato o secretário de Segurança Pública. “O resultado não poderia ter sido melhor. Olhar nos olhos dessas pessoas e estar por perto das atividades foi muito gratificante e emocionante.”

 

A programação, definida pela Subsecretaria de Prevenção à Criminalidade (Suprec), é dividida em três blocos: atendimento à população, projetos sociais e ocupação de espaços. Cada um dos eixos terá duração de cerca de um mês. “Nós dividimos a programação da ASP em blocos de atuação de forma que possamos atender a população da forma mais integral possível”, explicou o subsecretário de Prevenção à Criminalidade, Sávio Ferreira.

 

Criançada também pôde se divertir, com brincadeiras e teatrinho

As crianças aproveitaram bastante. As atrações encantaram os pequenos moradores, como de Júlia Souza, de 9 anos. “Eu amei o teatro e a demonstração de helicóptero! Podia ter esse evento todos os dias”, disse. O pai da pequena, Noel Gomes, levou toda a família para participar da programação. “É muito importante esse tipo de ação para nossa população”, declarou.

 

Olhar infantil

Crianças puderam participar das oficinas realizadas pela Defesa Civil, com foco na identificação de riscos, como erosões e ligações clandestinas

Mais de cem crianças participaram da oficina realizada pela Subsecretaria de Defesa Civil, iniciada na quarta-feira (23). Focada em de 3 e 12 anos, a atividade teve como objetivo ensinar a identificar riscos como buracos e erosões, ligações clandestinas de energia e paredes trincadas.

 

A Defesa Civil distribuiu, ainda, 250 marmitas, doadas por um empresário de Taguatinga. “Ele nos procurou para fazer a doação, então identificamos a melhor forma de entregar os alimentos, de forma que não houvesse aglomeração”, relatou o gerente de Estudos, Pesquisas e Gerenciamento em Desastres, Cláudio Brasil.

 

Até o final da edição da ASP na Estrutural, a Defesa Civil permanece disponível para fazer o cadastro de famílias vulneráveis e também de voluntários. “Será uma ação contínua, além da identificação de situações de risco que faremos na cidade”, detalhou o gestor.

 

Mais de 300 agendamentos

Foram agendados 310 atendimentos para o Posto de Identificação Biométrico (PIB) localizado no Cruzeiro, junto à 3ª Delegacia de Polícia, e também para o posto do Na Hora, na Rodoviária do Plano Piloto. “Esses agendamentos foram feitos para aqueles que não podiam aguardar nesses dias ou não conseguiram atendimento”, informou o chefe da Seção de Operações Papiloscópicas Externas do Instituto de Identificação da Polícia Civil do DF, Venceslau Franco. “A população compareceu em peso. Chegamos a atender famílias inteiras”.

 

Além da emissão de 300 documentos de identificação, foram realizados mais agendamentos para o Na Hora, da Rodoviária do Plano Piloto, e posto de atendimento da PCDF, localizado junto à 3ª DP, no Cruzeiro

 

A solicitação para confecção dos documentos ocorreu no ônibus do Instituto de Identificação (II), da Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF), que funcionou no estacionamento da Administração Regional da Estrutural, das 9h às 13h, diariamente. Além dos agendamentos, outras 300 pessoas foram atendidas e poderão buscar os documentos no PIB do Cruzeiro nos próximos dias.

 

O Museu Itinerante de Drogas da PCDF, que também fez parte da programação da ASP, registrou a participação de 120 pessoas nas visitas guiadas pelos policiais.

 

 

Secretaria da Mulher

A unidade móvel da Secretaria da Mulher (SM) atuou no atendimento de 97 mulheres por meio de serviços de promoção e proteção do público feminino. Houve explanações sobre prevenção do câncer do colo de útero e de mama. O enfrentamento da violência doméstica e divulgação dos canais de denúncia e serviços de atendimento da SMDF também foram temas abordados.

 

“Esse serviço que estamos oferecendo por meio de nossa unidade móvel foi planejado de forma especial para levar orientação, cuidado e empoderamento para as mulheres”Fernanda Falcomer, subsecretária de Promoção das Mulheres da Secretaria da Mulher

 

Em parceria com a Secretaria de Saúde (SES) e a União Pioneira de Integração Social (Upis), foram feitas 25 abordagens clínicas, testagens e orientações para atendimento na Rede de Saúde.

 

Unidade móvel da Secretaria da Mulher foi um dos destaques da ação

 

Na avaliação da subsecretária de Promoção das Mulheres (da Secretaria da Mulher), Fernanda Falcomer, poder participar da ASP é essencial para busca ativa de mulheres. “Esse serviço que estamos oferecendo por meio de nossa unidade móvel foi planejado de forma muito especial para levar mais orientação, cuidado e empoderamento para as mulheres”, informou. “ É uma oportunidade maravilhosa de aproximação e um convite para que elas possam buscar nossos serviços, nossos cursos de capacitação e também para que estejam preparadas para ajudar outras mulheres na denúncia de casos de violência doméstica”.

 

A ação foi elogiada pela população. “Fui atendida no ônibus da mulher [unidade móvel da SM] e achei ótimo, de fácil acesso, e pude fazer exames preventivos, sem precisar sair da minha cidade”, contou a moradora Valdinei dos Santos, de 60 anos. “É muito importante cuidar da saúde”.

 

De acordo com a administradora da Estrutural, Vânia Gurgel, a população local sempre adere a essa programação. “É maravilhoso e muito importante para nossos moradores, que sempre participam de ações como essa, que foi preparada de forma tão especial para nossa população”, comemorou.

 

Edição: João Roberto e Lanna Morais