Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
12/01/22 às 10h26 - Atualizado em 12/01/22 às 10h26

Segurança Pública capacita servidores para atuação no Viva Flor

 

Patrícia Victor

 

Como uma das medidas propostas pelo Programa Mulher Mais Segura, da Secretaria de Segurança Pública (SSP/DF), que reúne ações de enfrentamento aos crimes de gênero e fortalecimento de mecanismos de proteção, servidores do Centro de Operações da Polícia Militar do Distrito Federal (Copom/PMDF/190), participarão de treinamento do sistema de atendimento de ocorrências às mulheres protegidas pelo Dispositivo de Proteção Preventiva (DPP) – Viva Flor.

 

 

O objetivo é capacitar o servidor a operacionalizar o Sistema de Gestão de Ocorrências (SGO) integrado ao Sistema de Gestão Inteligente – Akiles desenvolvido pela Empresa UÊ Brasil Tecnologia dispondo de recursos tecnológicos (chat de texto, envio de imagens, vídeos e áudios) que visam assegurar o atendimento prioritário às mulheres protegidas pelo Programa de Segurança para Ofendidas em Medida Protetiva de Urgência, conforme Lei Distrital nº 5.425/2014, de 9 de dezembro de 2014. A capacitação contemplará 200 servidores divididos em cinco turmas nos dias 10, 11, 12, 13 e 14 de janeiro.

 

“A modernização do Viva Flor trouxe novas funções com objetivo de dar mais garantias às mulheres que se encontram em medida protetiva. Para isso, é importante que nossos profissionais também se ajustem ao novo sistema. A SSP/DF tem como prioridade o enfrentamento a toda violência contra a mulher, por isso é importante o uso da tecnologia, a capacitação e o trabalho integrado entre as forças de segurança e outros órgãos do governo”, destacou o secretário de Segurança Pública, Júlio Danilo.

 

“Com o treinamento almeja-se reduzir os índices de violência de gênero registrados no Distrito Federal, por meio da disponibilização de tecnologia de acionamento e atendimento célere para mulheres em medida protetiva de urgência”, afirmou o subsecretário de Prevenção à Criminalidade, Sávio Ferreira.

 

Desde 2017, a SSP/DF disponibiliza e gerencia o dispositivo Viva Flor que atualmente ganhou nova versão e agora funciona por meio de aparelho similar a um smartphone, que é fornecido de acordo com critérios determinados pela Justiça. Atualmente, 128 mulheres fazem parte do programa de proteção. Todas elas recebem acompanhamento da equipe técnica da pasta.