Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
14/05/18 às 9h01 - Atualizado em 14/05/18 às 9h03

Roubos a comércio apresentam queda em abril

COMPARTILHAR

Ações de aproximação entre polícia e comerciantes têm contribuído para redução das ocorrências

 

Os roubos a comércio – que englobam os crimes ocorridos em casas lotéricas, postos de combustíveis e lojas – no Distrito Federal tiveram queda de 10,6% no mês de abril, em relação ao mesmo período do ano passado. Foram 19 casos a menos – passando de 180, em 2017, para 161 neste ano. Entre janeiro e abril, a redução foi de 5,1%.

 

A aproximação da Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF) e com os donos de estabelecimentos comerciais tem contribuído para essa redução. “O uso do aplicativo WhatsApp é uma das formas da polícia ter maior contato com os comerciantes. Ele aproxima também os próprios donos dos estabelecimentos, que ajudam uns aos outros, enviando mensagens ao perceber atitudes suspeitas, por exemplo”, acredita o subsecretário de Gestão da Informação, Marcelo Durante.

Em Taguatinga, o 2º Batalhão de Polícia Militar, passou a utilizar o aplicativo em 2014, com o grupamento tático operacional. O serviço foi ampliado há um ano. “Distribuímos adesivos com o número – o (61) 98301-1149 – em todo o comércio da região. As demandas chegam e são visualizadas em uma tela de televisão para que todos tenham acesso aos dados. O monitoramento é feito 24h por dia”, explica o comandante do Batalhão, major Elias Costa

O militar explica ainda que as informações enviadas por meio da ferramenta auxiliam na rapidez do atendimento de emergência. “Com o aplicativo, é possível o comerciante enviar até mesmo fotos e informações mais precisas, o que contribui para o trabalho do policial que atende a ocorrência”.

 

O comandante do 1º Batalhão –  responsável pela área central de Brasília, Asa Sul, Setor de Clubes Sul e Parque da Cidade – major Edson Gondim, fará uma ação para coibir o crime na região central de Brasília e lojas da W3 Sul nas próximas semanas. “Estamos preparando um material que será distribuído aos donos dos estabelecimentos. Mas não iremos apenas distribui-los, vamos conversar com eles e fazer palestras com dicas de segurança”, conta.

 

Durante as palestras, o comandante também disponibilizará o telefone direto do Batalhão (3190-0103) para facilitar a comunicação e diminuir o tempo resposta da ação policial. “Vamos disponibilizar mais esse canal de comunicação nas palestras que temos realizado com síndicos, porteiros e moradores. Vamos fazer o mesmo com os comerciantes”, finaliza.