Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
15/06/21 às 13h49 - Atualizado em 23/06/21 às 11h13

🚨🎨🎭ASP, na Estrutural, também terá programação cultural

COMPARTILHAR

Adriana Machado, da Ascom – SSP/DF

A aproximação entre as forças de segurança e demais órgãos do Governo do Distrito Federal (GDF) com a população local é a marca da Área de Segurança Prioritária (ASP), implantada a partir desta terça-feira (22), na Estrutural. A iniciativa tem como objetivo realizar atendimentos ao público e promover a cidadania.

Além dos serviços oferecidos – como palestras e emissão de Carteira de Identidade e de Trabalho –, a ASP terá parte de sua programação dedicada à cultura. “Elaboramos uma programação específica por faixa etária, a partir da identificação de públicos por nossas equipes, que realizaram um trabalho prévio de pesquisa em conjunto com as secretarias de Desenvolvimento Social e de Justiça”, explica o secretário de Segurança Pública, delegado Júlio Danilo.

A programação, definida pela Subsecretaria de Prevenção à Criminalidade (Suprec), da SSP/DF, foi dividida em três blocos: atendimento à população, projetos sociais e ocupação de espaços. Cada um dos eixos terá duração de cerca de um mês.

No primeiro bloco, serão ofertados diversos serviços, tais como emissão de carteiras de identidade e de trabalho, cursos profissionalizantes, atendimentos jurídico e psicossocial, serviços relacionados à veículos e habilitação, atendimento com foco nas mulheres, entre outros. Os atendimentos serão realizados em parcerias com as forças de segurança pública, secretarias de Trabalho, de Cultura, da Mulher e de Saúde, Banco de Brasília e Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial – Senac.

O segundo eixo de ações será voltado aos projetos sociais e terão foco na juventude, que poderá participar de oficinas artísticas, esportivas, culturais e formativas. No terceiro e último bloco, a atuação da segurança pública será priorizada em espaços públicos, por meio da intervenção do grafite e atividades comunitárias, como cursos e plantio de horta.

 

“Entre os meses de junho e julho, pactuamos parcerias com diversos órgãos governamentais e instituições da sociedade civil no sentido de unir esforços para a oferta de serviços, especialmente aqueles que a comunidade tem mais dificuldade de acesso, tais como ações de saúde, atendimento jurídico e psicossocial e emissão de documentos. Haverá ainda atividades específicas para meninas e mulheres, visando a prevenção da violência doméstica e familiar e ao atendimento daquelas que estão encontram-se em situação de violência”, ressalta a coordenadora de Políticas Sociais, Marina Fernandes.

Pandemia

O diretor de Resolução Pacífica de Conflitos da SSP e responsável pela palestra O Poder da Ação, Henrique Neuto, acredita que a programação será importante para ajudar a população a entender os impactos trazidos pela pandemia de covid-19.

“A pandemia de covid-19 vem produzindo repercussões não apenas de ordem biomédica e epidemiológica em escala global, mas também impactos sociais, econômicos e de outras ordens”, avalia. “Essa palestra surgiu como um espaço de compartilhamento de dicas e práticas que podem nos ajudar a lidar com essas mudanças e atravessar este período tão desafiador”.

As atividades serão sempre realizadas na Praça da Juventude, no auditório e nos estacionamentos do Centro de Referência Especializado em Assistência Social (Creas).

 

Confira, nas artes abaixo, a programação dos primeiros dias do projeto:

Artes: Divulgação/SSP

 

 

 

 

 

 

Edição: João Roberto e Lanna Morais

Leia também...