Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
19/01/21 às 11h41 - Atualizado em 20/01/21 às 11h11

ūüö®ūüíČPMDF inicia campanha para estimular doa√ß√£o de sangue

Adriana Machado, da Ascom – SSP/DF

 

 

Alunos do CFP VII participaram da campanha nesta segunda-feira (18). | Foto: divulgação PMDF

 

 

A Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF) iniciou nesta semana uma campanha para estimular a doação de sangue pelos policiais militares. O documento encaminhado aos quartéis indica que a doação poderá ser feita ao Fundação Hemocentro, Hemocentro São Lucas (Hospital Brasília) e Hemoclínica, localizada na Asa Sul.

 

De acordo com informa√ß√Ķes do Hemocentro S√£o Lucas, aproximadamente 1/3 dos doadores fazem parte de institui√ß√Ķes militares. Anualmente, a corpora√ß√£o realiza uma campanha similar no m√™s de maio ‚Äď quando √© comemorado o anivers√°rio da PMDF. ‚ÄúNeste anos resolvemos antecipar, diante do cen√°rio de pandemia e tamb√©m por conta dos estoques das institui√ß√Ķes estarem abaixo do esperado‚ÄĚ, completa explicou o subchefe de Comunica√ß√£o Social da PMDF, tenente-coronel F√°bio Pereira.

 

‚Äú√Č um ato volunt√°rio e queremos, com a campanha, sensibilizar os policiais com esta causa t√£o importante e vital. Muitos militares j√° doam sangue sistematicamente, mas esta √© uma forma de chamar aten√ß√£o para a causa‚ÄĚ, explicou Pereira.

 

Os primeiros doadores motivados pela campanha foram 27 alunos do Curso Forma√ß√£o de Pra√ßas VII (CFP VII), como explica Pereira. ‚ÄúEles se organizaram e fizeram a doa√ß√£o. N√£o h√° data limite para participar da a√ß√£o, que n√£o necessariamente ser√° feita em grupo, pois os batalh√Ķes poder√£o se organizar da melhor forma ou ainda o policial interessado poder√° escolher o dia mais conveniente‚ÄĚ.

 

Para a chefe da Se√ß√£o do Ciclo do Doador da Funda√ß√£o Hemocentro de Bras√≠lia (FHB), Anne Ferreira, esse tipo de mobiliza√ß√£o √© uma forma de mobilizar v√°rias pessoas e ao mesmo tempo encorajar aqueles que, por algum motivo, t√™m receio em doar. ‚ÄúQuando as pessoas v√™m em grupo, elas se sentem mais confort√°veis, podendo inclusive tornar a doa√ß√£o de sangue um h√°bito. N√≥s n√£o temos substituto para os componentes do sangue e a necessidade dos pacientes √© frequente. Por isso, √© importante que sempre tenhamos doadores, para que possamos fornecer esse suprimento que √© essencial √† vida‚ÄĚ, ressalta.

 

Seguem informa√ß√Ķes sobre o agendamento para o Hemocentro de Bras√≠lia:

 

Devido √† pandemia de coronav√≠rus, o Hemocentro est√° atendendo apenas doa√ß√Ķes de sangue agendadas, para evitar aglomera√ß√Ķes. O agendamento da doa√ß√£o de sangue deve ser feito pelo¬†site¬†ou pelo telefone: 160, op√ß√£o 2 ou 0800 644 0160 (hor√°rio de atendimento telef√īnico √© de segunda a sexta, das 7h √†s 21h, e aos s√°bados, domingos e feriados, das 8h √†s 18h).

 

Até sábado (23), o Hemocentro liberou a senha preferencial para doadores do tipo O negativo, sem necessidade de agendamento prévio. O tipo sanguíneo pode ser comprovado por meio do cadastro do doador ou por exame de tipagem sanguínea. O horário de atendimento é das 7h às 18h, de segunda a sábado.

 

Edição: João Roberto