Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
6/03/20 às 16h50 - Atualizado em 12/03/20 às 6h59

🖊📋Pesquisa Distrital de Segurança Pública chega à fase final

COMPARTILHAR

Adriana Machado, da Ascom – SSP/DF

 

A Pesquisa Distrital de Segurança Pública, iniciada em outubro pela Secretaria de Segurança Pública do Distrito Federal (SSP/DF), está em fase final. O objetivo é que a percepção do cidadão em relação à Segurança Pública local contribua com as ações da pasta. Ao todo já foram realizadas 12.044 entrevistas, o que representa 61,6% do total.

 

Por meio da aplicação de questionários será possível fazer o mapeamento de crimes que não tenham sido registrados em delegacias. Outros aspectos, como avaliação dos serviços públicos, desordens urbanas e atendimento pelos serviços de emergência – 190 e 193 –, também fazem parte dos questionamentos dos pesquisadores.

 

A realização das entrevistas foi dividida em quatro fases. A terceira foi finalizada nesta semana, com a 1.022 entrevistas. O resultado da última fase deverá ser entregue até o final deste mês. A previsão é que sejam feitas 6.472 em Brasília, Núcleo Bandeirantes, Cruzeiro, Guará, Recanto das Emas, Lago Norte, Lago Sul, Águas Claras, Sudoeste, Varjão, Park Way, Sobradinho 2, Jardim Botânico, Vicente Pires. Entretanto, outras regiões administrativas poderão receber os técnicos para ajustes nas cotas das entrevistas realizadas. O relatório final será entregue em abril.

 

Para tranquilidade dos participantes da pesquisa, a SSP/DF disponibiliza um canal direto para esclarecimento de dúvidas e confirmação da identidade dos pesquisadores – o telefone (61) 3441-8667.

 

“É importante dar este respaldo à população, para que ninguém deixe de contribuir por receio de não se tratar de um prestador de serviço contratado por nós. Qualquer dúvida, temos a relação diária dos entrevistadores”, explicou o subsecretário interino da SGI, tenente coronel Célio Dutra.

 

Os entrevistadores são treinados e preparados para lidar com questões pessoais sensíveis e são devidamente identificados com camisetas e crachás. O tempo de duração de cada entrevista dura em média 40 minutos e são realizadas sempre em dias úteis e aos finais de semana, entre 8h e 20h.

 

Para o secretário de Segurança Pública, o delegado Anderson Torres, a opinião da população é de extrema importância para a construção de políticas públicas eficientes. “A orientação do governador Ibaneis é para estarmos próximos da população. É uma das formas de direcionarmos esforços e traçar estratégias precisas no combate ao crime no DF”, finalizou o secretário.

 

Edição: Lanna Morais

Arte: Rodolfo Aiello