Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
21/05/20 às 11h16 - Atualizado em 21/05/20 às 11h19

🚨😷PCDF continua a identificar pacientes e vítimas da COVID-19

COMPARTILHAR

Divisão de Comunicação, da PCDF

 

Em razão da pandemia da doença COVID-19, o Instituto de Identificação, por meio de seu Laboratório de Exames Necropapiloscópicos em Cadáveres Especiais – LENCE, desenvolveu e implementou um novo protocolo para a identificação célere e segura de pacientes e cadáveres em hospitais vinculados à Secretaria de Saúde do Distrito Federal (SES). Esse procedimento tem se mostrado fundamental para restringir o deslocamento dos policiais civis às unidades de saúde, minimizando os riscos de contaminação e transmissão da doença.

 

O II/PCDF desenvolveu “kits” para a coleta biométrica e os encaminhou aos hospitais, juntamente com instruções para a execução das etapas necessárias e um link para acesso remoto.

 

Trata-se de uma técnica simples e prática para registro de biometrias, com riscos mínimos de contágio para os profissionais de saúde encarregados dos procedimentos de coleta. As pessoas que chegam aos hospitais sem identificação têm suas impressões digitais e imagens faciais coletadas, as quais são, em seguida, enviadas eletronicamente à equipe do LENCE para pesquisa no sistema automatizado que acessa mais de 4 milhões de registros no banco multibiométrico de identificações civis e criminais do Instituto de Identificação. Conheça a técnica neste link.

 

 

A colaboração entre a Secretaria de Saúde do DF e os Papiloscopistas da Polícia Civil do Distrito Federal vem garantindo a preservação do fluxo de identificações de indivíduos e cadáveres, sendo que até o momento o protocolo permitiu a identificação de 11 (onze) vítimas do vírus Sars-CoV-2.