Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
11/07/19 às 13h12 - Atualizado em 11/07/19 às 13h12

Operação Polo desarticula organização criminosa especializada em roubo de cargas

COMPARTILHAR

Divisão de Comunicação/DGPC

 

A Polícia Civil do DF, por meio da Coordenação de Repressão aos Crimes Patrimoniais – Corpatri, deflagrou, nesta quinta-feira (11), a Operação Polo para desarticular uma organização criminosa especializada no roubo e na receptação de cargas.

A ação resultou na prisão de 11 criminosos, sendo dois em flagrante, e no cumprimento de oito mandados de busca domiciliar nas cidades de Santa Maria/DF, Novo Gama/GO e Valparaíso/GO. Os policiais também apreenderam grande quantidade de drogas e material para o preparo de entorpecentes; dinheiro; uma pistola; e carga de cigarros.

Conforme investigado, os integrantes desse grupo criminoso foram responsáveis por diversos crimes de roubo de carga de cigarros no Distrito Federal e no Entorno. Eles roubavam veículos, que eram, posteriormente, utilizados para cometer os roubos de carga. Além disso, verificou-se que os mesmos criminosos praticaram também roubo a residências na região administrativa de Santa Maria/DF.

Toda carga de cigarro roubada era revendida para receptadores estabelecidos em todo Distrito Federal. Nesta operação, alguns mandados foram cumpridos nos estabelecimentos comerciais desses receptadores. “Com a desarticulação da organização, estima-se uma diminuição em quase 60% do roubo de cigarro”, destaca o delegado da Divisão de Repressão a Latrocínio e a Roubos e Furtos de Carga, Elianto de Souza Couto.

O líder da organização criminosa foi morto há dez dias, executado por desafetos. Há informações no sentido de que ele era integrante de umas das maiores facções criminosas do território brasileiro.

O somatório das penas mínimas dos delitos de organização criminosa e roubo se iniciam a partir de oito anos, podendo chegar a 18 anos, de acordo com a quantidade de crime praticado por cada preso. Todos os investigados possuíam uma extensa ficha de antecedentes criminais, já foram, inclusive, presos e condenados por crimes de roubo e receptação.