gototop





FacebookTwitter
Segunda, 07 Agosto 2017

PCDF lança projeto de enfrentamento à violência contra a mulher

  Priscila Rodrigues
PCDF lança projeto de enfrentamento à violência contra a mulher Flávio Alves/SSP/DF

Objetivo é capacitar lideranças comunitárias para serem multiplicadoras de conhecimento e ajudarem as vítimas em situação de risco

No dia em que se comemora onze anos da sanção da Lei Maria da Penha, a Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) lançou o projeto Lidera – Empoderar para Multiplicar. A solenidade de abertura foi realizada, nesta segunda-feira (7), no auditório da sede da Direção-Geral da força de segurança. O evento também integra as comemorações pela passagem dos trinta anos de criação da Delegacia Especial de Atendimento à Mulher (DEAM), a segunda do gênero no país.

O objetivo do projeto Lidera - Empoderar para Multiplicar é compartilhar informação com líderes comunitários para enfrentar a violência contra a mulher. A delegada-chefe da DEAM, Sandra Gomes, explicou que a ideia é aumentar o conhecimento da população do Distrito Federal sobre as questões de gênero e sobre as diferentes formas de prevenir a violência, além de amparar mulheres vítimas.

“O projeto visa capacitar lideranças comunitárias a reconhecerem o impacto da violência, suas causas, os instrumentos legais de proteção e enfrentamento para ajudar as mulheres da comunidade. Com o projeto, serão desenvolvidas ações de prevenção e respostas mais eficientes à violência e criminalidade contra as mulheres do DF”, disse a delegada.

A capacitação será realizada durante três dias e envolverá ainda a participação de lideranças religiosas, estudantes, profissionais de diversas áreas e os chefes das Seções de Atendimento à Mulher (SAM) de todas as delegacias circunscricionais do Distrito Federal.

Para o secretário da Segurança Pública e da Paz Social do DF (SSP/DF), Edval Novaes, o projeto é importante para a política de segurança, pois a violência contra a mulher aflige toda a sociedade. “Nem todos os crimes depende unicamente da Polícia. Envolve família, escola, emprego e religião até que desencadeie no trabalho da segurança pública. Por isso é necessário uma ação preventiva e multiplicadora de todas as áreas”, disse Novaes.

A primeira-dama e colaboradora do Distrito Federal, Márcia Rollemberg, disse que a luta das mulheres é histórica. “É uma superação diária. Esse projeto soma muitos esforços. É uma luta permanente que cabe a todos nós. Não há política pública sem a participação da sociedade”, acrescentou.

VOCÊ ESTÁ AQUI: Início Notícias PCDF lança projeto de enfrentamento à violência contra a mulher