Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
2/05/19 às 12h56 - Atualizado em 17/05/19 às 15h16

Momento cívico: SSP/DF realiza primeira cerimônia de hasteamento das bandeiras deste ano

COMPARTILHAR

Adriana Machado e João Roberto, da Ascom – SSP/DF

 

Ao som dos Hinos Nacional e de Brasília, tocados pela banda do Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal (CBMDF), cerca de 250 pessoas assistiram a primeira solenidade de hasteamento das bandeiras deste ano, da pasta. O evento ocorreu nesta quinta-feira (2), no estacionamento principal da Secretaria de Segurança Pública (SSP/DF).

 

Desde a publicação da Portaria nº 37, em março deste ano, a cerimônia foi instituída e ocorrerá mensalmente, sempre no primeiro dia útil de cada mês. O objetivo é, além de incentivar o patriotismo, promover os símbolos nacionais e fomentar o espírito cívico, integrar servidores da SSP/DF e órgãos vinculados.

 

Para o secretário de Segurança Pública, delegado Anderson Torres, a cerimônia mensal é uma forma de resgatar a tradição e homenagear as pessoas e as instituições da Segurança Pública.

 

Em seu discurso, Torres falou de ações realizadas na SSP/DF. “As mudanças vão além dos espaços físicos, que têm sido aprimorados. Fizemos a reestruturação ocorrida na pasta, para dar mais dinamismo e competência no trato da questão pública de nossa área. Implementamos mensagens motivacionais semanais e temos também que comemorar a sinergia entre as forças de segurança”.

 

Os servidores aniversariantes do mês de abril foram lembrados. Nesta edição, três servidoras foram homenageadas em agradecimento aos serviços prestados à SSP. Elas receberam das mãos do secretário Anderson um certificado de Elogio.

 

Ana Teresa Iamarino trabalhou na SSP/DF entre os anos de 2017 e 2019, no gabinete da Assessoria de Gestão Estratégica e Projetos. No período, ela contribuiu com a implantação do Centro Integrado de Operações de Brasília (CIOB) e com a reestruturação da pasta. “Contribuir na implementação e avaliação de projetos de todas as áreas da SSP/DF foi um desafio grande e, por isso, também muito gratificante. Fiz muitas amizades e essas vou carregar para onde for, conta.

 

A técnica em apoio policial, Maria José Barbosa, atualmente aposentada, trabalhou na SSP/DF por 33 anos, sendo 16 deles na Subsecretaria de Ensino e Valorização Profissional (Sevap). Para ela, trabalhar na SSP/DF foi um privilégio.

 

“Conheci muita gente especial, muita gente boa de verdade. Passei por vários governos e entreguei minha vida ao trabalho, pois sempre tive em mente minha responsabilidade com a sociedade. Hoje, com a homenagem, senti que meu trabalho foi reconhecido.

 

A subtenente Mara Simone Moura, que trabalhou no Gabinete por quatro anos e entrou na Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF) em 1991, afirma: “Entrei muito nova na PMDF e as dificuldades me ensinaram muito. Hoje agradeço por todo aprendizado e, principalmente, pelas pessoas que fizeram parte da minha vida. Ouvir o Hino Nacional hoje, na minha homenagem, me emocionou. Tenho agora a sensação de que meu dever foi cumprido”.

 

Também participaram da cerimônia o chefe da Casa Civil, Eumar Novack, os comandantes-gerais da Polícia Militar, coronel Sheyla Sampaio, e do Corpo de Bombeiros Militar, coronel Emilson dos Santos, os diretores da Polícia Civil, Robson Silva, e do Detran-DF, Fabrício Moura, o ex-diretor da Polícia Federal, Paulo Lacerda e o Adido da Embaixada da Espanha no Brasil, José Ángel López.

 

Escolas Compartilhadas

Alunos das quatro escolas de gestão compartilhada – Centro Educacionais (CED) 1 da Estrutural, 308 do Recanto das Emas, 7 de Ceilândia e 3 de Sobradinho – participaram da Cerimônia.
Para Madson Santana e Wanessa Gomes, ambos com 17 anos e alunos da escola de Sobradinho, participar de eventos como esse é importante para conhecer pessoas e para ter contato com uma realidade diferente da rotina que levam. “Percebemos que somos muito bem-vindos nas solenidades. Por isso, vamos com todo amor, carinho e, principalmente, com respeito”, destacou Madson.

 

Eles disseram ainda que o convívio com policiais militares na escola causou desconfiança no começo, mas logo todos perceberam que a mudança foi para melhor. O mais importante, de acordo com Wanessa, é que hoje as coisas estão mais organizadas e que os alunos se sentem mais seguros.

 

“Nesse pouco tempo, já temos uma afinidade muito grande com os militares. São como se fossem nossos amigos mesmo. A gente sente que eles se preocupam com os alunos e todos se sentem mais seguros”, falou a aluna.

 

Os estudantes foram citados durante o discurso do secretário, que deixou uma mensagem especial aos presentes. “Vocês representam mais do que suas escolas, vocês são a prova de um novo rumo que o nosso país toma a partir deste ano. Orgulhem-se da escola que estudam e de seu país. Vocês são o futuro desta nação”, afirmou Torres.

 

Edição: Nicole Vasconcelos