Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
15/01/21 às 22h36 - Atualizado em 15/01/21 às 23h21

🚨💻Mais de duas mil pessoas participam de live sobre balanço 2020

COMPARTILHAR

Adriana Machado, da Ascom – SSP/DF

A redução dos índices criminais de 2020 foi tema da transmissão on-line realizada pela Secretaria de Segurança Pública (SSP/DF), nesta sexta-feira (15), por meio do perfil do Instagram da pasta, o @ssp.df. A produtividade das forças de segurança – polícias Militar do Distrito Federal (PMDF) e Civil do Distrito Federal (PCDF), Corpo de Bombeiros local (CBMDF) e Departamento de Trânsito (Detran-DF) também foram apresentadas durante a live, que chegou à audiência de 2.487 pessoas.

 

O secretário de Segurança Pública, delegado Anderson Torres, foi o primeiro a ser entrevistado. Ele chamou atenção para a redução de homicídios, que chegou a ser o menor número dos últimos 41 anos. “As reduções resultam de um conjunto de ações da SSP/DF com as forças de segurança. Com trabalho integrado, planejamento, estabelecimento de metas e análises dos resultados semanais chegamos a esses números. A integração tem sido primordial e estamos sempre muito próximos das forças, em todos os níveis de atuação. O bem mais precioso que temos é a vida e atingirmos a melhor taxa de todos esses anos é resultado de muito trabalho. Poder proporcionar dias melhores à população do DF nos enche de orgulho, como secretário, como cidadão, como morador do DF”, conta.

 

Os feminicídios são prioridade para a gestão. A redução em 2020 chegou a quase 50%. “Estudamos os feminicídios por meio da Câmara Técnica de Monitoramento de Homicídios e Femicídios (CTMHF), entendemos a dinâmica desse crime. A partir daí passamos a aplicar políticas eficazes e entendemos que a prevenção é primordial. Por isso é importante a formação e recuperação dessas pessoas e temos investido nisso. Importante deixar claro que o feminicídio não é um crime que acontece do dia para a noite, mas ocorre a partir da escalada da violência e por isso a denúncia é tão importante”, ressalta.

 

Os crimes contra o patrimônio também, apresentaram redução, como afirma o secretário. “Os crimes já vinham diminuindo desde 2019. Reduzirmos esses casos implica diretamente na maior sensação de segurança e, desta forma, proporcionamos dias melhores aos brasilienses”.

 

Durante a transmissão, o secretário falou da importância dos profissionais da Segurança Pública serem parte do grupo prioritário de vacinação contra a COVID-19. “A Segurança Pública do Distrito Federal não parou em nenhum momento durante a pandemia, ao contrário, intensificou suas atividades e proporcionou à população do DF índices históricos de segurança. O trabalho desses homens e mulheres tem que continuar, e agora com a devida proteção que a especificidade de suas ações requer. As Forças de Segurança podem ter certeza de que vamos lutar muito por isso”, disse.

 

Ao final da noite desta sexta-feira (15), o Governo do Distrito Federal (GDF) editou um decreto que passou a incluir a categoria no primeiro grupo a ser vacinado na Capital Federal.

 

Ao ser questionado como definiria a Segurança Pública local, Torres foi enfático. “O que define a Segurança Pública no DF é a integração, a responsabilidade, a dedicação e o interesse pública”, pontuou.

 

A produtividade da Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF) foi apresentada pelo comandante-geral da corporação, coronel Julian Pontes. “Tivemos um milhão de chamados pelo 190 e a produtividade cresceu em vários aspectos. Os dados positivos não são por conta da pandemia, pois a produtividade policial aumentou isso demonstra q estávamos nas ruas, prestando serviço à população”, conta.

 

O número de operações realizadas pela PCDF chegou a 415 em 2020. O delegado-geral da PCDF, delegado Robson Cândido, também falou da importância da implementação do Plantão Extraordinário de Local de Crime (PEL). “A equipe composta por delegado, agente com arma longa, agente com arma de menor potencial ofensivo e um agente como motorista da viatura. Essa equipe é acionada imediatamente sempre que ocorre um homicídio e fica responsável em proteger o local do crime, colher evidências, fazer o isolamento adequado da cena do crime até a chegada da perícia”, contou Cândido.

 

A agilidade dos atendimentos, por meio do Portal Detran-DF, foi lembrado pelo diretor-geral do órgão, Zélio Maia. “Já são mais de 220 mil usuários do Portal. Convocamos os usuários a utilizarem esse formato ou ainda o aplicativo Detran Digital, em que é possível resolver quase que a totalidade das demandas”, disse.

O comandante-geral do CBMDF, coronel Willian Bomfim, falou da importância dos novos combatentes que estão sendo capacitados no curso de formação que está em andamento. “Estamos com378 militares em formação, isso fez com q nosso efetivo aumente. Desta forma, os novos militares dão energia e esperança à corporação e ao Distrito”, finaliza.

 

 

 

Confira a íntegra da transmissão neste link.