Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
22/02/21 Ă s 21h27 - Atualizado em 22/02/21 Ă s 21h28

đŸ€GDF atua no atendimento Ă s vĂ­timas das inundaçÔes da Vila Cauhy

AgĂȘncia BrasĂ­lia

 

A secretĂĄria de Desenvolvimento Social, Mayara Noronha Rocha, ouviu as demandas das famĂ­lias que tiveram suas casas invadidas pela lama da enxurrada| Foto: Renato Raphael/Sedes

 

Setenta e seis famĂ­lias foram atendidas e 26 jĂĄ vĂŁo receber o AuxĂ­lio Calamidade, no valor de R$ 408, apĂłs terem sido diretamente afetadas pelas fortes chuvas do Ășltimo fim de semana na Vila Cauhy, no NĂșcleo Bandeirante. Desde as tempestades de sĂĄbado (20), a equipe da Unidade de Proteção Social BĂĄsica (UPS 24 horas), da Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes), acompanha as pessoas atingidas  e as encaminha para o Centro de ReferĂȘncia da AssistĂȘncia Social (Cras), onde tambĂ©m Ă© verificada a possibilidade da concessĂŁo de outros benefĂ­cios e programas sociais.

 

Estamos identificando o que podemos providenciar de pronto e articulando com as outras pastas a atuação integrada para amenizar o quanto antes essa situaçãoMayara Noronha Rocha, secretåria de Desenvolvimento Social

Na tarde desta segunda-feira (22), representantes do GDF estiveram nas regiĂ”es mais afetadas pela inundação do CĂłrrego Riacho Fundo. A secretĂĄria de Desenvolvimento Social, Mayara Noronha Rocha, aproveitou para ouvir as demandas das famĂ­lias que tiveram suas casas invadidas pela lama da enxurrada. “Viemos ao local para acompanhar pessoalmente o trabalho das equipes no atendimento das famĂ­lias. É impressionante ver as marcas da ĂĄgua nas paredes dessas casas”, afirmou a gestora. “Estamos identificando o que podemos providenciar de pronto e articulando com as outras pastas a atuação integrada para amenizar o quanto antes essa situação”, destacou.

 

A secretĂĄria afirmou que a pasta, junto com a Defesa Civil, irĂĄ entregar nos prĂłximos dias cerca de 80 colchĂ”es para as famĂ­lias que precisarem. “Todos esses moradores serĂŁo atendidos pelos agentes sociais do Centro de ReferĂȘncia em AssistĂȘncia Social (Cras).  É preciso entender a realidade de cada famĂ­lia para que sejam tomadas as providĂȘncias de solicitaçÔes de benefĂ­cios, programas e inserção em serviço socioassistenciais”.

 

A Subsecretaria de Proteção e Defesa Civil, da Secretaria de Segurança PĂșblica, tambĂ©m acompanhou a ação e jĂĄ viabilizou a entrega de 50 cestas bĂĄsicas aos moradores da Vila Cauhy. “Vamos continuar com nossa equipe, em parceria com a UPS 24 horas, ao longo dos prĂłximos dias para identificarmos mais pessoas em situação de vulnerabilidade”, completou o subsecretĂĄrio do Sistema de Defesa Civil, coronel Alan Alexandre AraĂșjo.

 

As administraçÔes regionais de cidades prĂłximas, como NĂșcleo Bandeirante, CandangolĂąndia e Park Way, acompanham o cotidiano e continuam o monitoramento da regiĂŁo.

 

Uma das casas afetadas foi da agricultora familiar Antînia Esaki, 45 anos, moradora do local há 20 anos. “Em 2016, ocorreu uma chuva muito forte e perdemos tudo. Dessa vez estávamos mais preparados, mas foram dois dias seguidos. Felizmente, estamos sendo atendidos com agilidade”, comentou.