Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
5/03/18 às 16h57 - Atualizado em 29/10/18 às 12h57

Forças de segurança apresentam produtividade de fevereiro

COMPARTILHAR

Instituições destacaram ações de repressão da criminalidade, que resultaram em redução da criminalidade no DF

 

Os dados de produtividade das forças de segurança do Distrito Federal referentes ao mês de fevereiro foram divulgados pelos representantes do Corpo de Bombeiros Militar (CBMDF), Polícia Militar (PMDF), Departamento de Trânsito (Detran/DF) e Polícia Civil (PCDF) nesta segunda-feira (5). A apresentação, parte da política de transparência do Programa Viva Brasília – Nosso Pacto Pela Vida, ocorreu na sede da Secretaria da Segurança Pública e da Paz Social (SSP/DF).

Entre os destaques está a redução do número de mortes no trânsito, que caiu de 19, em 2017, para 15, neste ano. A PMDF apreendeu mais de 150 armas. A PCDF realizou 232 prisões em flagrante. O CBMDF registrou mais de três mil atendimentos pré-hospitalares, enquanto que no mesmo período do ano passado foram realizados 2,1 mil.

A corporação também realizou mais de 30 mil autuações no trânsito em 280 operações e policiamento ostensivo. Dessas, 1,3 mil foram por alcoolemia. Além dessas ações, o comandante da corporação, coronel Marcos Antônio Nunes, destacou a atuação da PMDF durante o carnaval. 

“Registramos baixo índice de criminalidade no carnaval. Atuamos em mais de 200 eventos. Foi a celebração mais tranquila dos últimos tempos”, afirmou.

O Detran/DF realizou quase oito mil operações de fiscalização de trânsito no mês passado, mil a mais que no mesmo período de 2017. Cerca de 1,7 mil condutores foram autuados por alcoolemia e mil veículos foram recolhidos no período. Além de fiscalizar, o Departamento investiu em ações de educação de trânsito – 61 apenas no mês passado, com cerca de 86 mil pessoas atendidas. 

O órgão também está reduzindo a velocidade em várias vias do DF. Avenidas de Águas Claras, Taguatinga e Plano Piloto já receberam o novo limite. De acordo com o diretor-geral do Departamento, Silvain Fonseca, o foco é em vias onde ocorrem muitos acidentes. “Nós tivemos várias ações de engenharia, como, por exemplo, a redução de velocidade em vias onde a quantidade de acidentes de trânsito era alto”, informou.

No último mês, as prisões realizadas pela PCDF representa aumento de quase 30% em relação ao ano passado. Os dois primeiros meses deste ano computaram aumento de 26% no número de apreensões de menores em relação ao mesmo período do ano passado. Foram 62 apreensões neste ano e 49 em 2017.

A instituição trabalha em conjunto com as outras forças de segurança. Para o diretor-geral da PCDF, Eric Seba, esse tipo de ação integrada é um fator determinante na redução da criminalidade. “A PMDF e PCDF, de forma conjunta e integrada, realizou no Recanto das Emas em fevereiro uma operação que resultou em grande apreensão de armas e drogas”, exemplificou.

Seba também destacou o que a instituição tem feito para coibir os roubos e furtos de celulares. “Fechamos com a Anatel uma parceria para fazer o bloqueio dos celulares roubados ou furtados. Somente em fevereiro, 1161 celulares foram bloqueados. A prática inibe a ação de criminosos e possibilita ao cidadão fazer uma consulta do aparelho antes da compra”, afirmou.

A quantidade de atendimentos pré-hospitalares feitos pelos bombeiros subiu de 2,1 mil, em fevereiro de 2017, para mais de três mil no último mês, o que representam aumento de 40%.

A agilidade no atendimento dos bombeiros em acidentes de trânsito também contribuiu para redução de mortes contabilizadas pelo Detran/DF. Para o comandante-geral da corporação, coronel Luiz Cláudio Barbosa Castro, os dados demonstram maior eficiência da corporação nesses casos. “Dentro da proposta do Viva Brasília – Nosso Pacto Pela Vida, esses atendimentos vem sendo aprimorados e como resultado, temos menor número de mortes.”

 

Acompanhe a #SSPDF nas redes sociais:  

 

Facebook | Twitter | Instagram | Youtube