Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
30/05/19 às 13h27 - Atualizado em 30/05/19 às 15h21

?Feminicídio: Estudo realizado pela SSP/DF é apresentado durante congresso na UnB

COMPARTILHAR

 

Adriana Machado, da Ascom – SSP/DF

 

O subsecretário de Prevenção à Criminalidade, Daniel Coelho, apresentou, nesta quarta-feira (29), o estudo sobre feminicídio realizado pela Câmara Técnica de Monitoramento de Homicídios e Feminicídios (CTMHF), da Secretaria de Segurança Pública (SSP/DF).

 

A apresentação ocorreu durante o Congresso de Gestão de Operações e Projetos em Organizações Públicas, realizado entre os dias 27 e 29 de maio, na Universidade de Brasília (UnB). A participação no evento, organizado pela Faculdade de Economia, Contabilidade e Gestão (FACE), foi gratuita. Setecentas pessoas se inscreveram.

 

Um dos dados apresentados foi que em 70,7% dos feminicídios, ocorridos entre 2015 e 2019, as vítimas não registraram nenhuma ocorrência antes do fato. Os dados são atualizados constantemente. “As informações podem ser acessadas em tempo real pela pasta, por meio da ferramenta de cruzamento de dados – Business Intelligence (BI), o que possibilita atualização constante e inclusão de novas informações”, informou Daniel.

 

O estudo é orientativo para pautar as ações e estratégias do Governo do Distrito Federal para combater esse tipo de crime. Para o subsecretário, participar do congresso foi uma forma de mostrar a efetividade do estudo e o que tem sido realizado pela pasta. “Participamos do evento no tema gestão de risco de segurança operacional em organizações públicas. Desta forma, mostramos como a identificação de riscos para aplicação das políticas públicas – utilizando uma metodologia e a busca de dados reais – ajuda na percepção e identificação do problema”.

 

Durante sua participação, Daniel falou da campanha iniciada nesta emana pela pasta. “Mostramos também que o levantamento serviu de base para a campanha #MetaaColher, iniciada nesta semana e que tem como objetivo engajar e encorajar a sociedade por meio de vídeos e posts nas redes sociais”.

 

O estudante de Gestão de Agronegócios, Paulo Romário, participou do evento e achou muito válida a apresentação. “Achei a abordagem muito interessante. É um crime que precisa ser combatido e os dados produzidos pela Secretaria de Segurança poderão contribuir de forma efetiva”, disse o aluno.

 

Edição: Lanna Morais

Foto: Flávio Alves