Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
7/10/19 às 11h54 - Atualizado em 7/10/19 às 16h12

?Feminicídio: estudo é apresentado em capacitação para servidores da SSP

COMPARTILHAR

Lanna Morais, da Ascom – SSP/DF

 

O secretário executivo de Segurança Pública, Alessandro Moretti, apresentou o estudo sobre feminicídio, da Secretaria de Segurança Pública do Distrito Federal (SSP/DF), nesta segunda-feira (07).

 

O levantamento foi feito pela Câmara Técnica de Monitoramento de Homicídio e Feminicídio (CTMHF). As informações podem ser acessadas em tempo real pela pasta, por meio da ferramenta de cruzamento de dados – o Business Intelligence (BI) – e possibilita atualização constante e inclusão de novas informações. Todos os casos concretos de feminicídios ocorridos no Distrito Federal desde a edição da lei, em 2015, são analisados.

 

“Os dados desse estudo nos permitem ter protagonismo no processo de investigação de um caso de feminicídio. Nós, como Segurança Pública, temos o dever de, perante o Ministério Público e o Judiciário, ajudar a quebrar paradigmas com relação a esse tipo de delito no Brasil”, ressaltou Moretti.

 

A palestra, ocorrida no auditório do Detran-DF, compôs a programação da capacitação para os integrantes do CIOB, CIME, Ouvidoria, COPOM, COCB, CEPOL, e Disque Denúncia, promovida pela Subsecretaria de Ensino e Valorização Profissional (SEVAP), pela Subsecretaria de Prevenção à Criminalidade (SUPREC) e TJDF. O evento segue as deliberações do Comitê Executivo Operacional do Programa de Segurança Preventiva para Ofendidas em medida protetiva de urgência.

 

A ênfase da capacitação está nos instrumentos de proteção às mulheres vítimas de violência doméstica e/ou familiar e de monitoração eletrônica de autores, além das temáticas relacionadas à gênero, lei Maria da Penha e atendimento não-revitimizador. O objetivo é oferecer subsídios para a atuação dos profissionais no atendimento às vítimas e sensibilizá-los sobre a temática e a conduta correta no trabalho.