Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
23/09/21 Ă s 14h52 - Atualizado em 23/09/21 Ă s 14h53

đŸš«đŸš—Detran-DF promove passeio ciclĂ­stico no Dia Mundial Sem Carro

Cerca de 300 ciclistas tomaram conta da Esplanada dos Ministérios na noite desta quarta-feira (22). Com suas roupas reflexivas, bikes de diferentes modelos e capacetes, eles rodaram 10 km em um passeio em alusão ao Dia Mundial sem Carro. A iniciativa foi do Departamento de Trùnsito (Detran/DF), que desenvolve campanhas educativas para estimular o uso da bicicleta e também o respeito ao ciclista.

Grupos de ciclistas se reuniram em frente ao Museu da RepĂșblica para a pedalada de 10 km em comemoração ao Dia Mundial Sem Carro. Foto: Paulo H. Carvalho/ AgĂȘncia BrasĂ­lia

Os participantes – de todos os cantos do DF – se reuniram em frente ao Museu da RepĂșblica e de lĂĄ foram atĂ© o PalĂĄcio da Alvorada, retornando ao ponto de partida. Suaram a camisa para convidar a população a uma reflexĂŁo: diminuir a dependĂȘncia de veĂ­culos automotores em seus trajetos. Atualmente, a capital possui 2 milhĂ”es de automĂłveis em circulação.

“Temos uma cidade de vias largas, entĂŁo dĂĄ sim para compatibilizar o uso do carro com o da bicicleta” ZĂ©lio Maia, diretor-geral do Detran-DF

Gente como a professora Mary Kato, 48 anos. Paramentada com sapatilhas, capacete e uma roupa rosa, ela deixou o carro no Gama e veio pedalando. “Tenho carro mas uso mais para viajar. Pedalar para mim Ă© uma terapia, me faz muito bem. Mas, ainda acho que falta um pouco mais de respeito, de consciĂȘncia dos motoristas com relação ao espaço usado pelos ciclistas”, avaliou.

 

A famĂ­lia Sousa veio de Sobradinho para o passeio. O aposentado Eleomar, 54 anos, e os filhos Gabriela, 18 anos, e Miguel, 13 anos, pedalam sempre juntos na Floresta Nacional (Flona), prĂłximo Ă  Taguatinga, e se empolgaram com o pedal noturno. “Acho importante o governo incentivar o uso de outras formas de transporte. É menos poluente, menos trĂąnsito nas ruas”, opinou o pai de famĂ­lia. “Se ao invĂ©s de 2 milhĂ”es de carros nas ruas, tivĂ©ssemos o mesmo tanto de bicicletas, a vida estaria melhor”, completou.

 

Segurança dos ciclistas

AlĂ©m do incentivo ao uso da bicicleta, a segurança do ciclista tem sido uma preocupação constante do Detran-DF, que vem realizando campanhas educativas, lembrando que ambos tĂȘm responsabilidade na preservação da vida de quem circula de bike pela capital.

40% a menos de mortes com ciclistas em um ano

 

“Temos uma cidade de vias largas, entĂŁo dĂĄ sim para compatibilizar o uso do carro com o da bicicleta”, destacou o diretor-geral, ZĂ©lio Maia. “Procuro sempre falar Ă s pessoas que usem a bicicleta ou uma boa caminhada quando forem Ă  padaria, ao comĂ©rcio. NĂŁo hĂĄ necessidade do carro”, acrescentou. Maia tambĂ©m participou do passeio e saiu Ă  frente do pelotĂŁo de ciclistas.

 

As açÔes educativas tĂȘm surtido efeito atĂ© o momento: o nĂșmero de ciclistas mortos nas vias da capital estĂĄ em queda. Nos oito primeiros meses deste ano, houve uma redução de 40% na quantidade de Ăłbitos em comparação com o mesmo perĂ­odo de 2020. E, o Detran tem pregado em suas campanhas um parĂąmetro importante: a distĂąncia de 1,5m que o motorista deve manter de uma bicicleta em circulação.

 

ConvivĂȘncia harmĂŽnica

A convivĂȘncia harmĂŽnica entre os dois tipos de transporte vem melhorando muito, conforme lembrou o diretor de educação de trĂąnsito do Detran-DF, Marcelo Granja. “Hoje hĂĄ uma consciĂȘncia bem maior do espaço de cada um. E vamos promover mais passeios ciclĂ­sticos em todas as regiĂ”es administrativas mensalmente para falar de segurança e ainda para mostrar que Ă© uma Ăłtima alternativa ao uso de carros e motos”, disse.

 

O passeio ciclĂ­stico tambĂ©m marcou essa que Ă© a Semana Nacional de TrĂąnsito. O lema criado pelo Detran pelo em 2021 Ă©: “No trĂąnsito, sua responsabilidade salva vidas.” E o respeito ao ciclista, tambĂ©m.