Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
28/10/19 às 9h52 - Atualizado em 7/11/19 às 11h35

Ajuda humanitária: Defesa Civil atende famílias em Santa Maria após chuvas fortes

COMPARTILHAR

Adriana Machado, Ascom – SSP/DF 

 

 

  • Neste final de semana, chuvas fortes com rajadas de vento ocasionaram destelhamento em residências e comércios de Santa Marias. A Subsecretaria do Sistema de Defesa Civil foi acionada para avaliar a gravidade e riscos nas áreas atingidas.

 

Após avaliação, o órgão fez também o levantamento e triagem das famílias que precisaram de telhas, cestas básicas e colchões, com ajuda da Administração Regional de Santa Maria.

 

“Fomos acionados no último sábado e desde então estamos atuando no local, de forma ininterrupta”, contou o coordenador de Operações da Defesa Civil, coronel Sinfrônio Lopes.

 

Ao todo, treze famílias receberam ajuda do órgão. Elas receberam:

20 colchões;
70 telhas;
20 cobertores;
15 cestas básicas.

 

 

As visitas aos locais atingidos continuarão nesta segunda-feira (28). “Hoje retomaremos nossos atendimentos. Vamos iniciar com a visita à uma pessoa que está acamada. Faremos a avaliação de que forma poder atender essa pessoa”, disse a agente da Defesa Civil, Benedita de Souza.

 

Para o morador Gilson Tenório, de 30 anos, a ajuda da Defesa Civil foi rápida e importante. “Passamos por um susto no sábado. Minha esposa chegou a machucar o braço para ajudar minha filha mais nova, mas terminou tudo bem. Recebemos colchões e telhas, que já foram colocadas”, disse. Gilson mora com a esposa e três filhos – sendo gêmeos de 11 anos e uma menina com 4 , reside na quadra 118 de Santa Maria.

 

Nesta semana, o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), prevê sol, calor, pancadas de chuvas e trovoadas, principalmente nos períodos da tarde e da noite. Ainda de acordo com o Instituto, a combinação de calor e umidade favore a criação de áreas de instabilidade, ocasionando chuvas fortes em áreas isoladas.

 

Na última semana a Defesa Civil emitiu alerta de tempestades no Distrito Federal e orientou a população por meio de SMS. Este é o procedimento adotado pelo órgão para orientar a população quanto aos procedimentos a ser adotados diante do risco de inundações, alagamentos, temporais ou deslizamento de terra.

 

Antes do período chuvoso, a SSP/DF fez alertas à população, por meio de redes sócias e imprensa, quantos aos procedimentos a serem adotados para minimizar efeitos durante o período chuvoso.

Desde setembro, a Defesa Civil tem se reunido com outros órgãos do Governo do Distrito Federal para definição das estratégias e ações de enfrentamento a possíveis desastres.

 

Participaram do planejamento representantes do Inmet, Companhia Urbanizadora da Nova Capital (Novacap), Serviço de Limpeza Urbana (SLU), Companhia de Saneamento Ambiental (Caesb), Companhia Energética de Brasília (CEB), Detran/DF, Corpo de Bombeiros, Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), Polícia Civil e Agência Reguladora de Águas (Adasa).

 

Em situações de emergência, o primeiro órgão a ser acionado é o Corpo de Bombeiros pelo 193. A Defesa Civil é chamada pelos militares quando há ameaça de desabamento. “Este é o procedimento a ser adotado, mas estamos disponíveis também em nossos canais de atendimento. A qualquer hora, o cidadão pode também ligar no 199 e solicitar informações”, afirma Lopes.

 

Edição: Lanna Morais

Foto: Divulgação