Governo do Distrito Federal
19/02/22 às 19h50 - Atualizado em 19/02/22 às 20h07

🚨🙋🏻‍♀️🙋🏾‍♂️Ação encerra em Santa Maria com mais de 4 mil atendimentos

Adriana Machado e Thais Umbelino, da Ascom – SSP/DF

 

As chuvas deste sábado (19) não atrapalharam os planos dos moradores de Santa Maria em participar da Cidade da Segurança Pública (CSP). Somente no último dia do projeto, lançado pela Secretaria de Segurança Pública (SSP-DF) na região, foram feitos 1.170 atendimentos em serviços como emissão de carteira de identidade. Houve ainda visitas ao Museu de Drogas e orientações do Programa Policiamento de Prevenção Orientada à Violência Doméstica e Familiar (Provid).

A chuva não impediu a população de Santa Maria de aproveitar os serviços prestados e as orientações de segurança prestados durante a CSP | Fotos Ascom/SSP-DF

No acumulado dos três dias – quinta (17) a sábado (20) – ocorreram 4.252 atendimentos, como orientações do Detran-DF, BRB e Secretaria da Mulher, emissão de carteira de identidade, orientações do Corpo de Bombeiros (CBMDF) e consultas ao Sistema Integrado de Administração Penitenciária (Siapen), da Secretaria de Administração Penitenciária (Seape).

 

Desta vez, a estrutura do evento foi montada dentro do Ginásio Poliesportivo de Santa Maria devido às chuvas. Em toda a programação, foram observados os protocolos de segurança sanitária, como uso de máscaras, distanciamento e uso de álcool em gel.

 

“A CSP é uma forma bastante democrática de acesso aos serviços já oferecidos, não apenas pela Segurança Pública, mas pelas instituições parceiras. As pessoas chegam até o dispositivo montado, escolhem o serviço que precisam e o acessam de forma rápida, fácil e dinâmica”, observa o secretário Júlio Danilo

 

Reforçadas na região, as ações de policiamento e enfrentamento qualificado da criminalidade estendem-se até este domingo (20). O resultado das ações foi percebido já nos primeiros dias da CSP. Além das quase 2 mil abordagens veiculares e pessoais, não houve registro de nenhum crime contra a vida.

 

“A CSP é um dos principais projetos do Governo do Distrito Federal (GDF), por meio da SSP-DF, para redução dos índices de criminalidade. Além disso, tem uma característica muito peculiar de aproximação com a população, o que reflete diretamente no aumento da sensação de segurança. Este é um projeto que vai ao encontro da determinação do governador Ibaneis Rocha em fazer um governo cada vez mais horizontal e próximo das pessoas”, ressalta o secretário de Segurança Pública, Júlio Danilo.

 

O secretário observa ainda que a ação é uma forma bastante democrática de acesso aos serviços já oferecidos, não apenas pela Segurança Pública, mas pelas instituições parceiras. “As pessoas chegam até o dispositivo montado, escolhem o serviço que precisam e o acessam de forma rápida, fácil e dinâmica”, observa Danilo.

 

Reforçadas na região, as ações de policiamento e enfrentamento qualificado da criminalidade estendem-se até este domingo (20)

Um dos pontos fortes do projeto é a participação dos diversos segmentos, como afirma o subsecretário de Prevenção à Criminalidade, Sávio Ferreira. Ele destaca a palestra realizada na manhã deste sábado (19) com lideranças religiosas, por meio da Aliança Distrital de Instituições Religiosas e Sociais. O tema foi Segurança Pública é Responsabilidade de Todos.

 

“O objetivo foi compartilhar com o público as leis de proteção das mulheres e vulneráveis, a rede de atenção do governo e habilidades básicas de comportamento para auxiliar as vítimas na procura de ajuda na rede de segurança pública, saúde e assistência social”, explica Sávio Ferreira.

 

“Neste período de pandemia, em que a maioria dos serviços são oferecidos online, possibilitamos que a população tivesse acesso presencial ao Detran, facilitando assim a comunicação”, aponta o gerente regional do Gama do Detran-DF, Wander de Castro

 

Proximidade com o público

Rosane Ferreira, 36 anos, veio da Cidade Ocidental para a CSP de Santa Maria, região onde mora a irmã. Além de aproveitar o serviço de emissão de identidade para a filha, a doméstica passou para conferir as atrações do evento. Entre elas, o Museu de Drogas da Polícia Civil. “O tema chama a atenção para o combate às drogas e como funciona a apreensão delas. Achei bastante interessante”, relatou.

 

Josilene Souza, 42 anos, também aproveitou a CSP para acessar serviços do GDF diretamente. “Passei aqui na Ouvidoria para fazer uma solicitação relacionada à minha participação no programa Prato Cheio e o pessoal vai encaminhar minha demanda para o setor”, contou a doméstica, que saiu satisfeita por ter o seu problema resolvido. “Facilita demais ter tudo perto de casa”.

 

De acordo com o gerente regional do Gama do Detran-DF, Wander de Castro, a presença do Detran Móvel no evento ajudou a comunidade a resolver pendências e esclarecer dúvidas sobre o departamento. “Neste período de pandemia, em que a maioria dos serviços são oferecidos online, possibilitamos que a população tivesse acesso presencial ao Detran, facilitando assim a comunicação”, aponta.

 

O policiamento foi reforçado com a operação Quinto Mandamento, ação integrada da PMDF, PCDF, Detran-DF, Corpo de Bombeiros, DF Legal e DER-DF

“A CSP em Santa Maria contou com a participação ativa da comunidade e levou, além dos serviços especializados promovidos pelas secretarias parceiras, importantes espaços de interação, com as forças de segurança, fortalecendo a confiança no trabalho dos órgãos envolvidos. Desta forma, a CSP tem impactado positivamente as cidades por onde tem passado, constituindo uma relevante entrega do Programa DF Mais Seguro”, ressalta a coordenadora de Suporte Operacional da Subsecretaria de Prevenção à Criminalidade (Suprec), Rosineide Sá.

 

Esta edição conta ainda com participação da Polícia Rodoviária Federal (PRF), devido à proximidade com a BR-040, e com a Seape, que intensificou a fiscalização de imposições penais de sentenciados

 

Quinto Mandamento

Durante toda a semana foram realizadas operações diárias de combate à criminalidade, além do policiamento ordinário realizado pelo 26º Batalhão da Polícia Militar e pela 33ª Delegacia de Polícia, responsáveis pela segurança na região.

 

Na sexta-feira (18), as ações ganharam reforço com a operação Quinto Mandamento, que segue na região até este domingo (20), com atuação das forças de segurança locais – polícias Militar e Civil do DF (PMDF e PCDF), Detran-DF e Corpo de Bombeiros (CBMDF), DF Legal e Departamento de Estradas de Rodagem (DER-DF).

 

Esta edição conta ainda com participação da Polícia Rodoviária Federal (PRF), devido à proximidade com a BR-040, e com a Seape, que intensificou a fiscalização de imposições penais de sentenciados, como aqueles que cumprem regime aberto, prisão domiciliar ou livramento condicional ou regime semiaberto beneficiado com trabalho externo.

 

Proximidade com o Entorno

A proximidade com o estado de Goiás possibilitou a participação da Secretaria de Segurança de Goiás. “Tivemos participação ativa das polícias civil e militar de Goiás, por meio de uma parceria pela qual já realizamos outras ações conjuntas”, explica o secretário executivo de Segurança Pública, Milton Neves. “Estão ocorrendo ações nas microrregiões da cidade que apresentam concentração de crimes violentos letais e contra o patrimônio”, completa.

 

A operação Quinto Mandamento, que ocorre todo fim de semana, sempre de sexta a domingo em duas regiões administrativas diferentes por dia, está ocorrendo exclusivamente em Santa Maria, desde sexta-feira (18) até domingo (20). No primeiro dia da operação foram registradas 754 abordagens veiculares, 487 abordagens pessoais, realizados 716 teste de etilômetro e identificadas 75 pessoas dirigindo sob efeito de álcool.

 

Polícia Militar de Goiás realiza, em Valparaíso de Goiás, região próxima à Santa Maria, a Operação Paz no Planalto, em conjunto com a Quinto Mandamento.

A Polícia Militar de Goiás realiza, em Valparaíso de Goiás, região próxima a Santa Maria, a Operação Paz no Planalto, em conjunto com a Quinto Mandamento. Na sexta (18), os policiais abordaram 97 veículos e 267 pessoas.