Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
25/06/21 às 11h35 - Atualizado em 28/06/21 às 14h42

🚨🏪8ª DP leva mais segurança à Estrutural

COMPARTILHAR

Adriana Machado, da Ascom – SSP/DF

 

Os efeitos positivos da transferência da 8ª Delegacia de Polícia do Setor de Indústria e Abastecimento (SIA) para Estrutural já são sentidos pela população local. A unidade, que funciona no centro da região administrativa, foi inaugurada no último dia 29 de maio. A mudança é a primeira entrega permanente à população local prevista na Área de Segurança Prioritária (ASP), que ocorre na cidade pelos próximos três meses.

A unidade policial passou a funcionar dentro da cidade, o que tem desestimulado práticas criminosas, como o tráfico de drogas, na região.

 

O secretário de Segurança Pública, delegado Júlio Danilo, e equipe de gestores da Secretaria de Segurança Pública do DF (SSP/DF) estiveram na nova sede da delegacia, como parte da programação da ASP. “Essa aproximação com os agentes de segurança locais para conhecer a realidade de cada corporação está dentro de nosso plano de ações”, relata o secretário de Segurança.

 

A mudança de localização incide diretamente num novo formato de policiamento, mais próximo da população, como afirma o titular da pasta.

 

“A nova base é uma reivindicação da população e foi possível por conta do empenho e dedicação do governador Ibaneis Rocha, que não tem poupado esforços e dado apoio à Segurança Pública como um todo. Com a transferência de local, será possível prestar um serviço ainda mais eficiente à população”.

 

“A presença policial fazendo parte da rotina da cidade permite que os moradores se sintam mais seguros e possibilita mais interação dos policiais com a rotina da cidade e moradores, o que contribui com ações e operações”, avalia o secretário de Segurança Pública | Fotos: Divulgação / SSP/DF

Para Danilo, a transferência de localidade contribui com o aumento da sensação de segurança da população. “A presença policial fazendo parte da rotina da cidade permite que os moradores se sintam mais seguros e possibilita mais interação dos policiais com a rotina da cidade e moradores, o que contribui com ações e operações”, avalia.

 

A unidade policial passou a funcionar dentro da cidade, o que tem desestimulado práticas criminosas, como o tráfico de drogas, na região. “Os moradores se queixavam do cometimento dessa prática criminosa nas proximidades do local em que a delegacia funciona, o que mudou desde a inauguração”, revela o titular da 8ª DP, delegado Rodrigo Bonach.

 

A delegacia também passou a contar uma equipe de plantão a mais, com a chegada de agentes, delegados e escrivães. “A 8ª DP passou a ter uma Central de Flagrantes (Ceflag), o que é extremamente benéfico, pois não será mais necessário apresentar essas situações na 1ª DP, na Asa Sul, como fazíamos anteriormente. Isso contribui com a agilidade de nossos serviços e também com os policiais militares, que podem apresentar situações flagranciais com mais rapidez”, explica Bonach.

 

Além da mudança de endereço, houve também a readequação da área de atuação da delegacia. Além de atender a Estrutural e o SIA, a delegacia será também responsável pelo Setor de Chácaras 26 de Setembro e A. Chagas, que fica próximo à região do Lúcio Costa.

 

A medida deu mais celeridade às ações policiais, como explica o delegado titular. “Deixamos de atender a região perto do Park Shopping e adjacências e passamos a atuar no Setor de Chácaras, por exemplo. Com isso, foi possível a otimização de nossas atividades, e maior concentração das ações na Estrutural”.

 

Para a administradora da Estrutural, Vânia Gurgel, a população tem se sentido prestigiada com a mudança. “Lidamos com uma população muito carente e o deslocamento era, sem dúvida, um dificultador. Ter esse serviço na própria cidade é muito importante e a equipe que integra a delegacia tem sido muito parceira e tem nos ajudado bastante”.

 

O presidente do Conselho de Segurança (Conseg) da região, Cristiano, também aprova a transferência. “A mudança foi extremamente positiva, pois um de nossos maiores problemas era de fato a distância, o que podia gerar até mesmo uma subnotificação de registros”.

 

Violência contra a mulher

A delegacia conta com uma seção de atendimento à mulher, estrutura que integra as demais delegacias de área, ou seja, presentes nas regiões administrativas. “Chegamos a prender um indivíduo numa situação de flagrante. A proximidade da delegacia facilita o registro da ocorrência, pois lidamos com uma população vulnerável e que a dificuldade de deslocamento para outras regiões pode ser um impedimento ao registro da violência”, completa Bonach.

 

Edição: João Roberto e Lanna Morais