Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
3/03/21 às 15h14 - Atualizado em 3/03/21 às 15h16

🚨🚔1º Batalhão da PM completa 55 anos

Agência Brasília

 

O 1º BPM, atualmente, atende uma média de 390 ocorrências por mês e tem um efetivo de mais de 200 policiais | Foto: arquivo divulgação PMDF

 

A história da Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF) se confunde com a desse batalhão. Nasceram juntos em 1966, apenas seis anos após a criação de Brasília. Em seu 55º ano de fundação, completado em fevereiro, o 1º Batalhão da Polícia Militar (1º BPM) celebra a confiança da população do Plano Piloto e o orgulho de ser pioneiro. Um decreto publicado à época já o denominou “Batalhão Pioneiro”.  A unidade se modernizou com o virar das décadas, e hoje, com 242 militares, atua no policiamento ostensivo da comunidade do Plano Piloto.

 

“A principal qualidade do 1º Batalhão é a parceria com a população. Temos um canal direto para qualquer ocorrência, seja com o comandante, seja com um dos oficiais do dia”, ressalta uma das diretoras do Conselho Comunitário de Segurança, Maria Celeste Bezerra, moradora da Asa Sul.

 

Líder de um grupo de 300 síndicos do Plano Piloto, Celeste conta foi construída uma relação de confiança com os militares da unidade. “Sabemos que temos regiões no DF onde a criminalidade é maior, mas o atendimento com rapidez e o diálogo com o nosso morador fazem a diferença”, complementa.

 

Os mais de 200 policiais que atuam na unidade são responsáveis pelo patrulhamento nas quadras residenciais e comerciais de toda a Asa Sul, além do Parque da Cidade, da Vila Telebrasília e dos setores Comercial, Hoteleiro e Bancário Sul, de Autarquias Sul, de Clubes Esportivos Sul, de Rádio e Televisão Sul.

 

Policiamento da vizinhança

O 1º BPM, atualmente, atende uma média de 390 ocorrências por mês. Segundo o comandante da unidade, coronel Elisson Fernandes, a autonomia administrativa é uma das recentes conquistas da tropa.

“Até pouco tempo, a parte de logística, de material, entre outras, dependia da aprovação do comando. Ano passado, com uma reestruturação, ganhamos autonomia e assim pudemos implementar mais ações e aumentar o número de operações nas ruas”, explica o militar.

 

“Ano passado, com uma reestruturação, ganhamos autonomia e assim pudemos implementar mais ações e aumentar o número de operações nas ruas”Coronel Elisson Fernandes, comandante do 1º BPM

Mesmo com mais de 50 anos, ainda é tempo de inovar. O Batalhão Pioneiro acaba de criar o Programa Policiamento Vizinhança. Síndicos, prefeitos de quadras e porteiros agora participam de grupos em aplicativos de mensagens onde há também um policial da unidade. O link é direto, mas a ideia é aprimorá-lo.

 

“Agora estamos desenvolvendo um aplicativo próprio onde o morador entra e informa uma situação de emergência para atendimento. O policiamento comunitário é fundamental. É aproximar, proteger a população, usando a tecnologia a nosso favor”, define Elisson.

 

Um pouco da história

A primeira unidade da PMDF se instalou em 14 de novembro de 1966, no galpão conhecido como “Forte Apache”, no Setor Policial Sul. O batalhão surgiu com policiais voluntários do 6º Batalhão de Polícia Militar da Guanabara (RJ) que vieram para a nova capital. Enfrentaram uma viagem de 36 horas de ônibus até Brasília.

Em 1968, o Batalhão Pioneiro ganha instalações próprias, no local onde atualmente funciona a Academia de Polícia Militar de Brasília. Nos dias de hoje, segue no setor, mas em uma sede mais moderna, próxima ao Colégio Militar Tiradentes.