Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
30/03/20 Ă s 18h15 - Atualizado em 4/06/20 Ă s 18h47

đŸššđŸ˜·PROVID: atendimentos seguem com adequaçÔes

Adriana Machado, da Ascom – SSP/DF

 

 

Os atendimentos das demandas do Policiamento de Prevenção Orientada Ă  ViolĂȘncia DomĂ©stica e Familiar (Provid), da PolĂ­cia Militar do Distrito Federal (PMDF), permanecem mesmo diante do cenĂĄrio epidemiolĂłgico por conta do coronavĂ­rus. A atuação dos policiais segue orientaçÔes especĂ­ficas da corporação para este perĂ­odo, tais como priorizar contato telefĂŽnico inicial e fazer os atendimentos presenciais do lado de fora da residĂȘncia.

 

“Estamos atentos a toda situação emergencial em que somos demandados. A corporação procurou adequar os atendimentos para o atual perĂ­odo. Nossos policiais estĂŁo orientados a fazer o contato telefĂŽnico inicial, como jĂĄ faz parte de nosso protocolo, e, quando for necessĂĄrio o presencial, entrar nas residĂȘncias somente se necessĂĄrio. Grande parte de nossas visitas sĂŁo feitas para mulheres, mas temos em nossa listagem outros pĂșblicos, como crianças, idosos”, explicou a coordenadora do programa, tenente Adriana Vilela.

 

A maior parte das assistĂȘncias sĂŁo feitas por encaminhamentos do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e TerritĂłrios (TJDFT), por meio das varas de violĂȘncia contra a mulher, que continuam a funcionar de acordo com regras do prĂłprio tribunal. As ocorrĂȘncias registradas pelo 190 tambĂ©m sĂŁo monitoradas por equipes dos batalhĂ”es. DenĂșncias anĂŽnimas tambĂ©m sĂŁo recebidas por meio dos telefones e e-mails das unidades.

“Buscamos promover Segurança PĂșblica e direitos humanos por meio das atividades de polĂ­cia ostensiva direcionadas Ă  prevenção e enfrentamento da violĂȘncia domĂ©stica, com utilização de metodologia prĂłpria, orientada pelos eixos de prevenção. Nosso trabalho permanece”, disse Vilela.

 

As demandas tambĂ©m chegam por meio do MPDFT, unidades dos Centro de ReferĂȘncia Especializado de AssistĂȘncia Social (Creas), conselhos tutelares, delegacias especializadas, NĂșcleo de Atendimento Ă s FamĂ­lias e Autores de ViolĂȘncia DomĂ©stica (NAFAVD) e Defensoria PĂșblica. As equipes que atuam no policiamento analisam cada situação, esclarecem e direcionam a vĂ­tima aos atendimentos especĂ­ficos.

 

Priorizando a vida
O foco principal do Provid Ă© atender demandas relacionadas Ă  Lei Maria da Penha e casos de violĂȘncia contra a mulher. Casos envolvendo crianças, adolescentes e idosos tambĂ©m fazem parte das demandas atendidas.

O Programa Ă© uma estratĂ©gia de policiamento baseada na filosofia de polĂ­cia comunitĂĄria e atua no enfrentamento de conflitos que ocorrem no Ăąmbito privado. Desta forma, busca prevenir, inibir e interromper o ciclo da violĂȘncia domĂ©stica e familiar, por meio do policiamento ostensivo e das visitas comunitĂĄrias.