Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
22/10/19 às 17h04 - Atualizado em 29/10/19 às 16h11

??PCDF amplia atuação para preservar locais de crimes violentos

João Roberto, da Ascom – SSP/DF

 

Para assegurar a integridade da cena dos Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLIs) no Distrito Federal, a Polícia Civil do DF (PCDF) ampliou o alcance do Plantão Extraordinário de Preservação de Local (PEL), que tem como missão qualificar o atendimento em crimes que envolvam mortes violentas. O PEL é formado por um delegado e três agentes, e atuará agora todos os dias, das 20h às 8h, tendo como base o Centro Integrado de Operações de Brasília (Ciob). Antes, o reforço era aos fins de semana.

 

Na avaliação do secretário de Segurança Pública do DF, Anderson Torres, este tipo de atendimento reflete diretamente na sensação de segurança da população. “A preservação e manutenção dos locais de crimes, de forma técnica e cadenciada, sobretudo os contra a vida, é de extrema importância para dar uma resposta à sociedade de que estes crimes não ficarão impunes”.

 

O PEL dá início aos trabalhos de polícia investigativa, identificando vítima, testemunhas e, eventualmente, o autor. A equipe delimita a área até a chegada da perícia para garantir a preservação dos vestígios, como pertences pessoais da vítima e arma do crime. Além disso, o grupo presta, sempre que necessário, apoio a outras equipes da PCDF. Durante o dia, o mesmo protocolo já é feito por equipes das delegacias de área ou especializadas da PCDF.

 

O protocolo que padroniza a atuação das equipes foi produzido após estudos realizados por um grupo técnico, nomeado pela SSP/DF. Para se habilitar ao PEL, os policiais passarão por curso específico que será oferecido pela Escola Superior de Polícia Civil. O efetivo será escalado por meio do serviço voluntário gratificado, criado no início do ano, em que policiais são escalados durante o período de folga.

 

Edição: Lanna Morais