Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
22/11/19 às 16h42 - Atualizado em 26/11/19 às 15h52

⚽Segurança Pública do DF marca um golaço no Sub 17

COMPARTILHAR

Adriana Machado, da Ascom – SSP/DF

 

Levantamento da atuação das forças de segurança durante a realização da Copa do Mundo FIFA Sub 17, entre os dias 26 de outubro a 17 de novembro, mostra que a organização prévia dos envolvidos foi importante para os resultados positivos do evento esportivo.

 

O secretário de Segurança Pública do DF, delegado Anderson Torres, comemora o sucesso da operação. “Grandes eventos como esse trazem grande complexidade operacional, e a Segurança Pública do DF vem cuidando com maestria da parte operacional e tática nessas ocasiões sempre com muita responsabilidade e competência”.

 

Para o subsecretário de Operações Integradas da Secretaria de Segurança Pública do Distrito Federal (SSP/DF), coronel Carlos André da Silva, a atuação dos órgãos de segurança nas Copas da Confederação e do Mundo mostrou a capacidade do DF em receber grandes eventos. “Realizamos diversas reuniões com vários órgãos regionais e nacionais, além dos representantes da Fifa, e, mesmo tendo cerca de quatro meses para elaborar o planejamento, tenho certeza que mais uma vez o DF será referência para outros estados”.

 

Foram 18 partidas no Distrito Federal, incluindo as de abertura e fechamento. Os estados do Espirito Santo e de Goiás também receberam jogos.

 

As ações foram realizadas de acordo com Plano Distrital de Segurança Pública, que reúne medidas a serem implementadas pelas autoridades e organizações em eventos desta magnitude no DF. O objetivo é prever implicações antes, durante e após os eventos, para garantir a realização pacífica e segura.

 

Durante os dias de evento, a Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF) realizou 330 escoltas de delegações e árbitros, o que inclui os trajetos para os hotéis, aeroporto, estádio Bezerrão – no Gama – e centros de treinamento.

Todas as ações foram monitoradas em tempo real pelo Centro Integrado de Operações de Brasília (Ciob), da Secretaria de Segurança Pública do Distrito Federal (SSP/DF).

 

O policiamento ostensivo foi realizado em todo perímetro do estádio pelos 1.448 policiais militares empregados durante a realização do evento.

 

Ao todo, 1.518 pessoas e 210 veículos foram abordados. Os policiais registraram também três infrações de trânsito e recolheram uma Carteira Nacional de Habilitação (CNH). Quatro ônibus foram abordados.

 

O Departamento de Trânsito do Distrito Federal (DETRAN/DF) atuou no controle de tráfego para acesso de veículos credenciados, delegações, pessoas com deficiência, táxis e apoio nas travessias de pedestres nas proximidades do Bezerrão.

 

Mesmo com chuvas nos dias dos jogos, não foi registrada nenhuma retenção significativa nas vias urbanas do Gama, antes ou depois dos jogos. Não houve registro de acidente de trânsito.

 

Em cada dia de rodada, oito equipes de fiscalização atuaram. O contingente teve o apoio de dois guinchos e uma aeronave. No jogo da final, o efetivo foi aumentado para 12 viaturas e o monitoramento do trânsito na região foi feito em tempo com o apoio da aeronave.

 

O Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal (CBMDF) atuou com 311 militares e 41 viaturas durante todo o evento. Nenhuma ocorrência foi registrada pela corporação.

 

 

Edição: Lanna Morais

Foto: Acácio Pinheiro/Agência Brasília