Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
7/02/20 às 14h09 - Atualizado em 7/02/20 às 17h45

🌩🌧Mais um alerta de chuvas fortes foi emitido pela Defesa Civil nesta sexta-feira (7)

COMPARTILHAR

Adriana Machado, da Ascom – SSP/DF

 

 

A Subsecretaria do Sistema de Defesa Civil, vinculada à Secretaria de Segurança Pública do Distrito Federal (SSP/DF), emitiu novo alerta de chuvas nesta sexta-feira (7). Há previsão de chuvas intensas com rajadas de vento em todo Distrito Federal. O cenário deve permanecer até o final de semana.

 

De acordo com o subsecretário da Defesa Civil, Sérgio Bezerra, outros avisos podem ser emitidos pelo órgão. “Por conta do tempo instável, é possível que façamos emissão de outros alertas. É importante que população esteja atenta e siga nossas orientações como não usar telefone ligados em tomadas e não ficar próximo de canos, janelas e portas metálicas”.

 

Para receber os alertas via SMS é necessário fazer um cadastro prévio. Para solicitar o recebimento desses avisos, o interessado deve enviar o CEP para o número 40199.

 

Bezerra alerta para os cuidados com as crianças. “O cuidado deve ser redobrado com as crianças, principalmente se estiverem em piscinas ou lagos, por conta do risco de raios e descargas elétricas”.

 

Emergências
Em situações de emergência, o primeiro órgão a ser acionado é o Corpo de Bombeiros Militar do DF, pelo 193. A Defesa Civil é chamada pelos bombeiros quando há ameaça iminente de desabamento de estruturas.

Canal direto
O canal direto com a Defesa Civil, para esclarecimento de dúvidas ou solicitações, é o 199 ou pelos telefones 3362-1906/1909.

 

Para quem estiver na rua quando começar uma chuva, a Defesa Civil faz as seguintes recomendações:
– Não segurar objetos metálicos longos, como varas de pesca e tripés;
РṆo empinar pipas ou aeromodelos com fio;
РṆo andar a cavalo;
– Não permanecer na água;
– Evitar lugares que ofereçam pouca ou nenhuma proteção contra raios, como pequenas construções não protegidas (celeiros, tendas ou barracos) e veículos sem capota, como tratores, motocicletas ou bicicletas;
– Não permanecer em áreas abertas, como campos de futebol, quadras de tênis e estacionamentos;
РṆo permanecer no alto de morros ou no topo de pr̩dios;
– Não se aproximar de cercas de arame, varais metálicos, linhas elétricas aéreas e trilhos;
– Nunca se abrigue debaixo de árvores isoladas.

 

Piscinas
Durante as chuvas, a orientação é não entrar em piscinas ou lagos por conta do risco de raios e descargas elétricas. Em rios e cachoeiras, o problema é agravado pela possibilidade de tromba d’água.

No caso de inundações, se começar a entrar água dentro de casa, a orientação é desligar o disjuntor para evitar o risco de eletrocussão. O religamento da rede só deve ocorrer depois que ela for revisada, para que não haja colapso no sistema.

 

Veículos
Em veículos, a dica é não passar por locais alagados. “Se o condutor não conseguir ver o meio-fio, que tem em torno de 25 centímetros de altura, o ideal é mudar de rota para não perder o veículo e nem arriscar a própria vida”, orienta Bezerra. Ele acrescenta que, no caso de alagamento inevitável, a pessoa deve sair do carro imediatamente.

 

Edição: Lanna Morais

Foto: Lúcio Bernardo Jr/Agência Brasília